Número de mortos em colisão de trens na Itália sobe para 27

Procuradores iniciaram uma investigação e o primeiro-ministro italiano prometeu que a causa do acidente de terça-feira será rapidamente investigada

Roma  – O número de mortos em uma colisão de trens no sul da Itália subiu para 27 nesta quarta-feira, após equipes de resgate trabalharem durante a noite para tentar retirar corpos dos destroços e continuarem as buscas nesta manhã.

Com a mídia italiana focando na tecnologia ultrapassada de linha de via única, procuradores iniciaram uma investigação e o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, prometeu que a causa do acidente de terça-feira será rapidamente investigada.

Equipes de resgate ainda estão procurando o maquinista de um dos trens, que colidiram de frente enquanto seguiam na mesma linha, que liga as pequenas cidades de Corato e Andria, na região de Puglia, no sudeste italiano.

O maquinista do outro trem é uma das vítimas. Dezenas de pessoas ficaram feridas, algumas em estado grave. Segundo membros das equipes de resgate, esse número ainda pode crescer.

Ainda não se sabe se o acidente foi causado por erro humano ou problema técnico, em uma linha ferroviária em que a segurança depende de ligações telefônicas, e não de sistemas de computadores.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s