Obama condiciona coalizão única a giro estratégico da Rússia

Barack Obama disse que vê capacidade de cooperação entre seu governo e o russo, mas para isso é imprescindível que a Rússia realize um "giro estratégico"

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta terça-feira que vê uma “enorme capacidade de cooperação” entre seu governo e o russo na luta contra o Estado Islâmico (EI), mas para isso é imprescindível que a Rússia realize um “giro estratégico”.

“A Rússia é bem-vinda a somar-se a nossa ampla coalizão (…), mas só na medida em que faça um giro estratégico”, afirmou Obama em entrevista coletiva ao lado do presidente francês, François Hollande, que viajou para Washington para pedir coordenação entre EUA e Rússia na luta contra os jihadistas. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s