Obama e Macron; Tillerson na Ásia…

Obama pró-Macron

O ex-presidente americano, Barack Obama, gravou um vídeo apoiando o candidato centrista à Presidência da França, Emmanuel Macron. Nas imagens, divulgadas no Twitter de Macron, Obama pede aos eleitores franceses que votem contra a ultradireitista Marine Le Pen e diz que “o sucesso da França importa para o mundo todo”. Um dia após o último debate da campanha, Macron chegou a 61% das intenções de voto para a eleição de domingo 7, numa pesquisa da Ifop-Fiducial divulgada nesta quinta-feira. A Europa parece estar confiante na vitória de Macron: o euro atingiu a maior alta em seis meses, chegando a 1,09 dólar.

Trump no Oriente Médio

O presidente americano, Donald Trump, vai viajar ao exterior pela primeira vez desde que chegou à Presidência. A Casa Branca anunciou que os destinos do presidente serão Arábia Saudita e Israel a partir do dia 19. A escolha pelo Oriente Médio mostra a prioridade que a gestão Trump quer dar às negociações por estabilidade na região. No dia 24, ele também se encontrará com o papa Francisco em Roma e participará de uma reunião do G7 na Sicília e de um encontro da Otan (organização militar ocidental) em Bruxelas.

China e Coreia: amigas?

A China declarou que quer desenvolver “relações amigáveis e de boa vizinhança” com a Coreia do Norte. A declaração veio após o governo chinês ser criticado pelos norte-coreanos por suas constantes conversas com os Estados Unidos e por jornais estatais chineses pedirem sanções ao programa nuclear norte-coreano. Em reunião com dez ministros das Relações Exteriores asiáticos nesta quinta-feira, o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, pediu aos países da região que intensifiquem as sanções à Coreia do Norte. “Achamos que mais pode ser feito, e não só na Ásia”, disse Tillerson.

Adeus do Príncipe Phillip

O Palácio de Buckingham anunciou que o príncipe Philip, marido da rainha britânica Elizabeth II, deixará a vida pública por problemas de saúde. Aos 95 anos, o príncipe ainda tem eventos na agenda até agosto — ele participa de mais de 700 organizações beneficentes e teve eventos em 110 dias do ano em 2016. A rainha Elizabeth, de 91 anos, seguirá com sua agenda normalmente. A premiê britânica, Theresa May, desejou a Phillip a “mais profunda gratidão e votos de felicidade”.

A constituinte de Maduro

O diretor do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela, Luis Emilio Rondón, disse que a decisão do presidente Nicolás Maduro de convocar uma Assembleia Constituinte contém “observações que contrariam princípios da Constituição”, sobretudo porque nem todos os integrantes da Constituinte serão eleitos por voto popular. A fala surpreende pelo fato de o Conselho Eleitoral ser majoritariamente a favor de Maduro. Ao menos 31 pessoas já morreram em protestos contra o governo na Venezuela no último mês e somente na quarta-feira mais de 300 pessoas ficaram feridas. Também nesta quinta-feira a Organização dos Estados Americanos afirmou que a decisão de Maduro de retirar a Venezuela do grupo é “completamente nula”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s