Obama: o adeus nos bastidores

Os holofotes importam, mas as verdades estão mesmo nos bastidores. Na reta final de seu mandato, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, realiza hoje um discurso sobre sua diplomacia e sobre a questão dos refugiados na Assembleia das Nações Unidas, em Nova York. Longe dos palcos, busca resolver impasses militares e deixar uma marca.

Nos últimos dias, Obama se reuniu com os primeiros ministros chinês, Li Keqiang, e iraquiano, Haider al-Abadi. Com o primeiro, condenou o teste nuclear que a Coreia do Norte realizou na semana passada, esperando que Keqiang possa tomar providências para influenciar os norte coreanos. Juntos, os líderes afirmaram que buscarão sanções legais no comitê de segurança da ONU para retirar armas nucleares da península. Com o segundo, firmou uma parceria para retomar militarmente a cidade de Mosul, um distrito de mais de 2 milhões de habitantes ao norte do Iraque, tomado pelo Estado Islâmico.

Obama também deve se reunir amanhã com o premiê israelense Benjamin Netanyahu — que teve seus atritos com os americanos, diante da resistência no tratado nuclear que Obama firmou com o Irã. Na semana passada, Estados Unidos e Israel fecharam um acordo de segurança que deverá desembolsar 38 bilhões de dólares em Israel no decorrer de 10 anos — maior quantia já dada a um aliado pelos Estados Unidos. É o maior argumento de Obama para pautar seu próprio acordo de paz entre Israel e a Palestina, à revelia de Netanyahu.

Em 2009, no seu primeiro congresso da ONU, Obama tinha pontos-chave em seu discurso: reduzir a proliferação nuclear no mundo, trazer paz ao Oriente Médio e fechar acordos em torno da questão das mudanças climáticas. Apesar de avanços, quase tudo ficou pelo caminho. Agora, apesar da pressa de Obama, a sombra de Donald Trump não é exatamente um grande estímulo para que os aliados fechem acordos com os EUA.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s