Obama quer que pessoas levem ameaça de furacão a sério

De acordo com Obama, mesmo em estados que não vejam toda força do furacão, há potencial para efeitos devastadores dos ventos de força tropical

Washington – O presidente dos EUA, Barack Obama, pediu, nesta quarta-feira, que os moradores da Flórida e de outros estados que podem ser afetados pelo furacão Matthew levem a ameaça a sério.

O furacão está ganhando mais força em sua trajetória até a Flórida e, de acordo com Obama, mesmo em estados que não vejam todo o potencial do furacão, há potencial para efeitos devastadores dos ventos de força tropical.

“Se você perceber uma ordem de evacuação, basta lembrar que você sempre pode reconstruir a sua propriedade, mas não pode restaurar uma vida que for perdida”, afirmou o presidente americano.

Autoridades do governo estão preocupadas com a complacência, especialmente no sul da Florida, que não tem visto um grande furacão em 11 anos.

A previsão é que Matthew, tormenta de categoria 3, com ventos sustentados de 190 quilômetros por hora, deve se aproximar da costa atlântica da Flórida quinta-feira à noite. Pelo menos 11 mortes no Caribe foram atribuídas à tempestade. “Esperamos o melhor, mas queremos nos preparar para o pior”, afirmou Obama. Fonte: Associated Press

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s