OMS intensifica combate a Zika e microcefalia

Anthony Costello, especialista da OMS, disse que a agência de saúde da ONU está desenvolvendo "boas orientações" para grávidas

Genebra – A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta terça-feira que está intensificando o combate ao surto de microcefalia relacionada ao Zika vírus na América Latina, que a entidade disse temer que se espalhe para Ásia e África, locais com as mais altas taxas de natalidade no mundo.

Anthony Costello, especialista da OMS, disse que a agência de saúde da ONU está desenvolvendo “boas orientações” para grávidas e reunindo especialistas para trabalhar em uma definição de microcefalia, incluindo uma padronização da medida da cabeça dos bebês.

Costello, fazendo referência à ligação no Brasil entre o Zika vírus e a microcefalia, uma má-formação craniana em recém-nascidos, disse: “Acreditamos que a associação é culpada até que se prove inocente”.

O “engajamento em massa das comunidades” em áreas com o mosquito Aedes aegypti, que transmite o Zika vírus, e o desenvolvimento de ferramentas rápidas de diagnóstico são essenciais, uma vez que uma vacina pode levar anos, disse Costello.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s