ONU culpa coalizão saudita por ataques contra civis no Iêmen

Alto comissário da ONU disse que que a campanha liderada pela Arábia Saudita no Iêmen parece ser responsável por uma "quantidade desproporcional" de ataques

O alto comissário da Organização das Nações Unidas para os Direitos Humanos disse ao Conselho de Segurança da ONU nesta terça-feira que a campanha militar liderada pela Arábia Saudita no Iêmen parece ser responsável por uma “quantidade desproporcional” de ataques contra áreas civis.

Falando durante a primeira reunião pública do conselho no Iêmen desde o início da ofensiva aérea saudita, nove meses atrás, Zeid Ra’ad al Hussein afirmou ter “observado com extrema preocupação” os bombardeios pesados em terra e pelo ar contra regiões iemenitas com grande concentração de civis e a destruição da infraestrutura civil, como hospitais e escolas.

Ele disse que todas as partes do conflito são responsáveis, “embora uma quantidade desproporcional pareça ser resultado dos ataques aéreos realizados pelas forças da coalizão”.

A coalizão encabeçada pelos sauditas interveio na guerra civil do Iêmen em março na tentativa de restaurar o governo, derrubado por forças da tribo houthi com apoio iraniano, mas o saldo de mortes crescente de civis e a situação humanitária calamitosa vêm alarmando grupos de direitos humanos.

Nações ocidentais vêm aumentando sutilmente a pressão para que a Arábia Saudita busque um acordo político para encerrar o conflito, segundo diplomatas da ONU. Eles afirmam que a sessão desta terça-feira no conselho foi convocada para chamar atenção para a conflagração e para pressionar todos os envolvidos para que procurem negociar o fim da matança.

“Ainda peço ao conselho que faça tudo em seu poder para ajudar a conter o uso da força de todas as partes e para exortar todos os lados a cumprirem os princípios básicos da lei humanitária internacional”, declarou Zeid. As facções em guerra no Iêmen concordaram com um cessar-fogo renovável por sete dias sob os auspícios da ONU que entrou em vigor em 15 de dezembro, mas que vem sendo violado frequentemente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s