ONU diz que vingança incentiva recrutamento do EI

"É preciso derrotar o EI, e em breve. Mas ao tentar derrotá-lo, temos que ser muito cuidadosos para não reagir às provocações da forma que eles querem"

Genebra – O alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad al-Hussein, criticou nesta terça-feira os ataques terroristas do Estado Islâmico (EI) em diferentes lugares do mundo, mas disse que uma resposta desproporcional e vingativa só vai incentivar o recrutamento de mais jihadistas.

“É preciso derrotar o EI, e derrotá-lo em breve. Mas ao tentar derrotá-lo, temos que ser muito cuidadosos para não reagir às provocações da forma que eles querem que reajamos”, afirmou Zeid, citado em comunicado.

“Necessitamos não só sermos mais fortes do que eles, mas também mais inteligentes. E neste aspecto estamos falhando completamente, não só no Iraque mas também em uma ampla gama de lugares no mundo todo, o que lhes permite se aproveitar do ressentimento do povo perante respostas fora da legalidade, para recrutar mais seguidores, criar mais fanáticos e suicidas”, acrescentou o alto comissário.

Zeid lembrou que os atos de vingança e reações imediatas e pouco raciocinadas só dividem sociedades e promovem o ódio.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s