Organização enterra imigrantes não identificados na Líbia

Os corpos das vítimas ficaram no hospital Central da cidade oriental de Benghazi durante um período de até um ano

Trípoli – A organização Crescente Vermelho da Líbia sepultou nesta segunda-feira 47 corpos de pessoas não identificadas que morreram afogadas no litoral líbio quando tentavam viajar de forma clandestina à Itália.

Segundo publicou a agência oficial “WAL”, os corpos das vítimas ficaram no hospital Central da cidade oriental de Benghazi durante um período de até um ano.

“Os corpos que foram enterrados estavam completamente decompostos, mas tirados das câmaras do hospital depois de entre oito meses e um ano”, afirmou o Crescente Vermelho líbio em comunicado.

Os voluntários do Crescente Vermelho enterraram os corpos após receber a permissão das autoridades judiciais de Benghazi, acrescentou a nota.

Um total de 4.027 refugiados e imigrantes perderam a vida tentando atravessar as águas do Mediterrâneo nos primeiros sete meses deste ano, 35% a mais que no mesmo período de 2015, segundo um relatório da Organização Internacional de Migrações.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s