Otan pede à Rússia que retire forças militares da Ucrânia

De acordo com o secretário-geral da Aliança, Moscou continua apoiando de várias formas os separatistas pró-Rússia da Ucrânia

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, pediu nesta quarta-feira que a Rússia retire suas “forças e material militar” da Ucrânia e deixe de apoiar os separatistas pró-Moscou.

“A Rússia deve cessar o apoio aos militantes e retirar suas forças e material militar do território ucraniano”, disse Stoltenberg após uma reunião de ministros da Defesa da Otan com seu colega ucraniano em Bruxelas.

Stoltenberg afirmou ainda que a Aliança Atlântica continuará apoiando o governo ucraniano de Petro Poroshenko e nunca reconhecerá a “ilegal e ilegítima anexação de Crimeia” pela Rússia.

Poroshenko foi convidado a participar em uma sessão de trabalho da próxima reunião de cúpula da Otan, que acontecerá no início de julho em Varsóvia, anunciou Stoltenberg.

De acordo com o secretário-geral da Aliança, Moscou continua apoiando de várias formas os separatistas pró-Rússia da Ucrânia, com material e conselheiros, ao mesmo tempo que mantém tropas mobilizadas do lado russo da fronteira com a Ucrânia, assim como na Crimeia, base de sua frota do Mar Negro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s