Presidente do Peru afirma que não há conflito com Chile

A chancelaria chilena reconheceu a tensão diplomática causada pela criação do distrito peruano de Yarada

Manila – O presidente do Peru, Ollanta Humala, afirmou nesta quinta-feira à Agência Efe que seu país não está brigado com o Chile, “mantemos uma boa relação, mas às vezes há momentos de tensão”, antes de se encontrar em Manila, nas Filipinas, com a presidente chilena, Michelle Bachelet, em um momento em que o diálogo bilateral atravessa dificuldades.

“Nos cumprimentamos, conversamos brevemente”, comentou o chefe de Estado peruano ao ser perguntado sobre tinha aproveitado o primeiro dia da Cúpula de Líderes do Fórum de Cooperação Econômica Ásia Pacífico (Apec), ontem, e encontrado com a presidente chilena.

A chancelaria chilena reconheceu a tensão diplomática causada pela criação do distrito peruano de Yarada – Los Palos para o Peru, que qualificou como um “ato hostil, inoportuno e imprudente”.

As desavenças surgiram quando o Congresso peruano aprovou – e posteriormente o presidente Humala promulgou – a criação do novo distrito em um território reivindicado pelos dois países.

O espaço que gera a discórdia fica na fronteira e abrange 37.610 metros quadrados. Chile e Peru interpretam de maneira distinta o tratado de limites de 1929 e a sentença emitida em janeiro de 2014 pela Corte Internacional de Justiça (CIJ) de Haia em relação ao limite marítimo da fronteira.

A criação do novo distrito fez o Chile chamar dias atrás seu embaixador em Lima, Roberto Ibarra, para consultas. Ele ainda não retornou ao seu posto diplomático.

Paralelamente, o embaixador do Peru no Chile, Fernando Rojas, viajou para Lima “por assuntos pessoais”, depois de o governo chileno mostrar irritação com as declarações que ele fez durante uma visita ao palácio presidencial de la Moneda, ao afirmar que seu país tem “argumentos extremamente sólidos” nesta disputa.

O presidente peruano, que está em Manila para participar da XXIII Cúpula de Líderes do Fórum Apec comentou à Efe que no primeiro dia deste encontro “a agenda foi bem acirrada” e que não houve uma reunião formal com sua colega chilena.

Mas Humala ressaltou que, à margem da situação pela que as relações atravessam atualmente, os dois países mantêm sólidos vínculos.

“Com o Chile pertencemos à Aliança do Pacífico, ao Fórum Apec, ao Acordo Transpacífico e temos acordos de livre-comércio. Então, acredito que tudo isto deve ser visto com perspectiva”, recomendou Humala.

“Temos que nos cumprimentarmos, temos que conversar”, disse, ao assinalar que ainda há oportunidade de se verem hoje, quando os organizadores do Fórum Apec estabelecem retiros que os líderes aproveitam para conversar informalmente e trocar impressões.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s