Primeiro-ministro islandês pede dissolução do parlamento

Mais de 10 mil pessoas se manifestaram ontem no centro de Reykjavík para pedir a renúncia de Gunnlaugsson, líder do Partido Progressista

Berlim – O primeiro-ministro da Islândia, Sigmundur David Gunnlaugsson, envolvido nos Panama Papers por ter tido uma empresa em um paraíso fiscal, pediu nesta terça-feira a dissolução do parlamento, mas sua proposta foi rejeitada pelo presidente do país, Ólafur Ragnar Grímsson.

De acordo com a imprensa local, Grímsson rejeitou o pedido do primeiro-ministro por ainda não ter consultado seu parceiro de coalizão no governo, o Partido da Independência.

Mais de 10 mil pessoas se manifestaram ontem no centro de Reykjavík para pedir a renúncia de Gunnlaugsson, líder do Partido Progressista, após seu nome aparecer nos milhões de documentos da empresa panamenha Mossack Fonseca divulgados no domingo pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s