Rajoy abre sessão de posse para tentar revalidar seu mandato

Rajoy chega ao parlamento após conseguir um acordo com outros dois partidos minoritários que lhe dão um total de 170 votos

Madri – O presidente do governo interino da Espanha, o conservador Mariano Rajoy, abrirá nesta terça-feira no Congresso a sessão de posse para revalidar seu mandato, com um discurso no qual defenderá seu programa e buscará apoio para a votação de amanhã, mas tudo indica que o político fracassará em sua tentativa.

A sessão de posse do líder do Partido Popular começa hoje às 16h locais (11h de Brasília) e se prolongará durante mais de um dia, já que consistirá em um debate parlamentar e pode ter até duas votações.

Rajoy chega ao parlamento após conseguir um acordo com outros dois partidos minoritários que lhe dão um total de 170 votos: os deputados de seu grupo (137), os liberais do Ciudadanos (32) e o voto de uma deputada nacionalista das Ilhas Canárias.

Com os outros grupos contrários (180 deputados) em um Congresso formado por 350 cadeiras, o apoio com o qual conta Rajoy é insuficiente para revalidar seu mandato, pois necessita da maioria absoluta, ou seja, 176 votos.

Se a primeira votação que acontece amanhã fracassar, ocorrerá uma segunda na sexta-feira, na qual Rajoy precisaria da maioria simples para continuar à frente do Executivo.

A jornada inaugural de hoje será protagonizada exclusivamente por Rajoy, com um discurso sem limite de tempo, no qual o líder conservador vai expor os principais pontos de seu programa de governo e pedirá a confiança dos grupos parlamentares.

Amanhã, quarta-feira, será a vez dos outros partidos e a sessão começará às 9h locais (4h de Brasília) com o pronunciamento da principal legenda opositora, o socialista PSOE, liderado por Pedro Sánchez.

Depois discursarão, nesta ordem, os líderes dos partidos de esquerda da coalizão Unidos Podemos (terceira força política); os do Ciudadanos (liberais) e os representantes dos partidos nacionalistas.

Uma vez finalizados todos os discursos, acontecerá a primeira votação. Se Rajoy não obtiver a maioria absoluta (176 votos) nesta, como é previsível, haverá uma segunda 48 horas depois, ou seja, na sexta-feira, na qual bastará a maioria simples para revalidar seu governo.

Se as duas votações fracassarem, como é esperado, será iniciado o mecanismo legislativo para a convocação de novas eleições, pela terceira vez em menos de um ano. No entanto, outros candidatos podem se apresentar, inclusive o próprio Rajoy, durante dois meses.

Se ninguém for eleito após todo esse processo, o parlamento será dissolvido em 31 de outubro e as eleições acontecerão em 25 de dezembro, dia de Natal. EFE

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s