Rajoy reivindica vitória e pede “urgência” sobre governo

O líder do PP advertiu que a Espanha necessita de um governo "com urgência" e argumentou que atualmente não existe uma "alternativa razoável" sem ser ele

Madri – O presidente de governo espanhol interino e líder conservador, Mariano Rajoy, reivindicou nesta terça-feira a vitória eleitoral de seu partido nos dois últimos pleitos realizados na Espanha e solicitou apoio para criar um governo “com urgência” após oito meses de bloqueio.

Rajoy inaugurou hoje com um discurso no Congresso a primeira sessão de posse com a qual tenta revalidar seu mandato, e que amanhã contará com uma primeira votação, embora tudo aponte que a mesma fracassará já que só conta com o apoio de seu grupo e dois partidos minoritários, insuficientes para alcançar os 176 votos necessários.

O líder do conservador Partido Popular (PP), que ganhou as eleições embora sem maioria absoluta nos dois últimos pleitos, advertiu que a Espanha necessita de um governo “com urgência” e argumentou que atualmente não existe uma “alternativa razoável” sem ser ele, salvo que algum outro partido queira “brincar” de novo com a paciência dos espanhóis ou “repetir eleições”.

O chefe do Executivo interino respaldou sua candidatura em sua gestão da última legislatura que, segundo ele, conseguiu salvar o país do “desastre econômico” da crise.

Após oito meses de bloqueio político e sem reflexos de conseguir um pacto entre vários partidos em um futuro próximo, Rajoy apelou à necessidade de formar um Executivo “sólido, durável, estável e tranqüilizador” que dê confiança.

Entre as propostas para seu futuro governo, o líder conservador apostou por um pacto nacional contra a violência de gênero, um acordo para garantir as pensões e outro em matéria educativa.

Rajoy contará na votação de amanhã, salvo surpresa maior, com 170 votos a favor, os do conservador PP (137), os liberais dos Ciudadanos (32), e uma deputada nacionalista canária; e contra 180, dos socialista PSOE (85), da coalizão de partidos de esquerda Unidos Podemos (71) e dos nacionalistas catalães (13) e bascos (5).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s