Rebelde confirma morte de piloto e captura de outro na Síria

Líder do ELS confirmou a morte de um piloto russo e a captura de outro por grupos rebeldes sírios após derrubada de avião da Rússia pela Turquia

Beirute – O líder do Exército Livre Sírio (ELS), general Ahmed Berri, confirmou a morte de um piloto russo e a captura de outro por grupos rebeldes que atuam no país depois de um avião da Rússia ter sido abatido nesta terça-feira pela Turquia.

Em comunicado, Berri disse que a Turquia derrubou o bombardeiro russo depois da violação do espaço aéreo e após ter emitido várias advertências sem obter resposta.

Antes do incidente, o avião russo tinha atacado a cidade de Jisr al Shugur, na província de Idlib, no norte da Síria.

A emissora “CNNTÜRK” afirmou anteriormente que um dos dois pilotos do Su-24 russo abatido por caças turcos tinha morrido, enquanto o outro teria sido capturado por milicianos turcomanos da Síria, contrários ao regime do presidente Bashar al Assad.

No entanto, pouco depois, a “CNNTÜRK” entrevistou um comandante militar que luta na região onde caiu a aeronave, que afirmou que os dois pilotos foram mortos após terem se ejetado.

“Disparamos contra os dois pilotos quando eles desciam de paraquedas”, afirmou o subcomandante Alpaslan Celik à “CNNTÜRK”.

Por outro lado, um membro da Coalizão Nacional Síria (CNFROS), Shalal Kiddo afirmou que o incidente “terá repercussões perigosas no processo político” para encontrar uma solução para o conflito.

Kiddo destacou que já esperava que um incidente desse tipo ocorresse, porque o espaço aéreo sírio está movimentado com aviões de diferentes países com objetivos distintos.

A CNFROS é a principal aliança política da oposição síria e é respaldada pela Turquia. Já a Rússia é um dos maiores aliados de Assad.

Atualmente, aviões do Exército Nacional Sírio e da Rússia bombardeiam alvos do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e de outras organizações armadas no território sírio.

Além disso, aviões da coalizão internacional contra o EI liderada pelos Estados Unidos também efetuam ataques aéreos na Síria contra as posições dos jihadistas. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s