Rebeldes sírios atacam EI na fronteira com Iraque

Principal objetivo dos rebeldes é cortar a linha de abastecimento do EI entre o Iraque e a Síria

Rebeldes sírios, apoiados pelos Estados Unidos, iniciaram nesta terça-feira uma ofensiva em direção a Bukamal, uma importante cidade na fronteira com o Iraque, visando cortar as rotas de abastecimento do grupo Estado Islâmico (EI).

Os combatentes do Novo Exército Sírio (NSA) avançam em direção a Bukamal, situada na província de Deir Ezor (leste), para tentar chegar até às forças iraquianas do outro lado da fronteira, informou à AFP Mezahem al Salum, porta-voz do grupo rebelde.

O NSA conta com o apoio da aviação da coalizão internacional liderada por Washington, e seu “principal objetivo é cortar a linha de abastecimento do EI entre o Iraque e a Síria, antes de conquistar Bukamal”, cidade de 50 mil habitantes.

Esta posição estratégica na fronteira, diante de Al Qaim no lado iraquiano, está nas mãos do EI desde junho de 2014. No Iraque, o Estado Islâmico controla uma vasta zona ao longo da fronteira, na província de Anbar.

No dia 26 de junho, o EI perdeu um de seus principais bastiões na zona, a cidade de Fallujah.

O NSA reúne combatentes não islâmicos treinados por americanos e britânicos em um campo internacional na Jordânia, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Os membros do NSA procedem, principalmente, de Deir Ezor (leste), feudo do EI, mas também de Homs (centro).

“Nossa ofensiva se realiza em coordenação com os combatentes tribais da província de Anbar e com as forças governamentais antiterroristas iraquianas”, destacou Salum, acrescentando que o avanço do lado iraquiano teve início ao meio-dia desta terça-feira.

Em março, os jihadistas do EI perderam Al Tanaf, outro ponto de passagem situado na fronteira iraquiana.

Desde o dia 31 de maio, uma aliança de tropas árabes e curdas – Forças Democráticas Sírias (FDS) – realiza uma ampla ofensiva no norte do país em direção a Manbij, outro feudo do EI situado no eixo de abastecimento dos jihadistas entre a fronteira turca e Raqa, capital do Estado Islâmico na Síria.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s