Ideias anti-imigração de Trump podem afetar republicanos

Os republicanos estão ficando nervosos com a popularidade de Trump e acham que devem se posicionar de forma mais conservadora em temas migratórios

Washington  – A retórica anti-imigração do magnata Donald Trump afetou nos últimos meses o discurso de outros aspirantes à Casa Branca, o que pode prejudicar o vencedor das primárias do Partido Republicano, já que o voto latino é mais do que necessário para chegar à presidência dos Estados Unidos.

“Os candidatos republicanos estão ficando nervosos ao ver a popularidade de Trump nas pesquisas e acham que devem se posicionar de forma mais conservadora em temas migratórios para poder vencer as primárias”, explicou à Agência Efe o doutor em Ciências Políticas e professor da Universidade do Novo México, Gabriel Sánchez.

O último capítulo dessa batalha contra os imigrantes foi protagonizado neste fim de semana pelo governador de Nova Jersey, Chris Christie, que prometeu que, se chegar à Casa Branca, implantará um sistema para rastrear os imigrantes ilegais, similar ao usado pela companhia FedEx para acompanhar o envio de pacotes.

Também neste mesmo fim de semana, o pré-candidato republicano e governador de Wisconsin, Scott Walker, defendeu a construção de um muro tanto na fronteira sul entre os EUA e o México – como propôs Trump -, assim como na divisa com o Canadá, com o objetivo de proteger os americanos da imigração ilegal e do terrorismo.

Os republicanos, dessa forma, apelam aos elementos mais extremos da base do partido, que aplaudem comentários depreciativos como os feitos por Trump contra os “bebês âncora”, nome dado para os filhos de imigrantes ilegais em solo americano e de quem o magnata quer tirar a cidadania automática que recebem ao nascer.

No entanto, o diretor de Projetos Latino-Americanos da Faculdade de Gestão Política da Universidade George Washington, Roberto Izurieta, alertou que obter cerca de 20% de apoio nas primárias republicanas corresponde a apenas 10% do eleitorado.

“Ou seja, estão apostando na base com risco de perder espaço no resto do eleitorado. O dilema dos candidatos republicanos continua sendo o mesmo: ganhar base (e talvez as primárias), mas perder a eleição geral. Acho que essa retórica anti-imigrante, na realidade anti-hispânica, produzirá um prejuízo irreparável ao partido, que levará alguns anos para se recompor”, disse Izurieta à Efe.

Ao apelar para a base mais extremista do partido, os candidatos republicanos esquecem que o vencedor das primárias precisará de 47% do voto latino, a estimativa mais alta da história, para chegar à Casa Branca em 2016, conforme uma pesquisa realizada pela “Latino Decisions” e encomendada pela organização “America’s Voice”.

Esse estudo, divulgado em julho, derruba a ideia de que o candidato republicano que queria vencer o pleito só precisará de 40% do voto hispânico, ideia predominante desde as eleições de 2004, quando George W. Bush venceu com essa porcentagem de apoio.

Após os fins das primárias, conforme Sánchez, o candidato republicano deverá retirar seus comentários anti-imigração ou explicar como vai financiar a construção de um grande muro na fronteira do sul do país, ideia lançada por Trump e defendida, entre outros, por Marco Rubio, senador pela Flórida e de origem cubana.

“Não acredito que Rubio retire seus comentários se for escolhido como candidato à presidência. De alguma forma ele espera que, por ter origem hispânica, isso servirá para captar o voto latino. Nossos dados mostram que isso não vai funcionar”, afirmou Sánchez, um dos autores da pesquisa da “Latino Decisions”.

Para acabar com o arrasador apoio a Trump, favorito nas pesquisas, o analista político e professor da Universidade George Washington Michael Cornfield considera necessário que outros candidatos proponham temas diferentes sobre a mesa, reconquistando assim o terreno que está sendo controlado pelo polêmico magnata. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s