Rússia cancela cúpula entre Putin e Erdogan

Estava planejada para amanhã, na antiga capital imperial, a reunião do Conselho de Cooperação entre Rússia e Turquia

O Kremlin anunciou nesta segunda-feira o cancelamento da cúpula russo-turca que estava marcada para 15 de dezembro entre os presidentes Vladimir Putin e Recep Tayyip Erdogan em São Petersburgo.

“Não, não a haverá e não se planeja”, disse à imprensa Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin, depois de domingo os países protagonizarem um novo incidente, desta vez nas águas do mar Egeu.

Estava planejada para amanhã, na antiga capital imperial, a reunião do Conselho de Cooperação entre Rússia e Turquia, que seria presidida por Putin e Erdogan.

Putin já havia se negado a se reunir com Erdogan paralelamente à Cúpula do Clima (COP21), em Paris, apesar de o presidente turco ter expressado publicamente sua vontade de se reunir com o chefe do Kremlin para normalizar as relações bilaterais.

Segundo o Ministério da Defesa russo, a tripulação da fragata russa “Smetlivi” foi obrigada no domingo a efetuar vários disparos de advertência para evitar a colisão com um pesqueiro de bandeira turca perto da ilha grega de Lemnos.

As relações entre Rússia e Turquia só se deterioraram desde que um caça turco derrubou no final de novembro um bombardeiro russo na fronteira síria, ao acusá-lo de invadir o espaço aéreo turco, o que Moscou nega categoricamente.

Diante da recusa do governo turco de apresentar desculpas formais, o presidente russo, Vladimir Putin, determinou a adoção de sanções econômicas contra a Turquia, como a suspensão de voos charter, a imposição de vistos, o congelamento de acordos comerciais e o embargo a importação de verduras e frutas.

Em seguida, Putin acusou a Turquia de derrubar o avião russo para proteger as vias de escoamento de petróleo usadas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) para vender o que extrai nos territórios sob seu controle na Síria e no Iraque.

Erdogan, por sua vez, negou que ele e sua família tenham enriquecido com o negócio ilegal de petróleo do EI e advertiu que o governo turco está perdendo a paciência com a agressividade da Rússia.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s