Sanders quer trabalhar com Hillary para derrotar Trump

O senador disse ainda que concorrerá na próxima terça-feira na eleição primária do Distrito de Columbia, a última do processo de prévias estaduais

Washington –  O senador Bernie Sanders, pré-candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, afirmou nesta quinta-feira que espera se reunir em breve com a provável escolhida por sua legenda para disputar as eleições de novembro, Hillary Clinton, para ver como podem trabalhar juntos para derrotar o empresario e virtual candidado do Partido Republicano, Donald Trump.

Depois de se reunir com o presidente Barack Obama na Casa Branca, o senador pelo estado de Vermont disse que concorrerá na próxima terça-feira na eleição primária do Distrito de Columbia, a última do processo de prévias estaduais para a definição do candidato democrata à presidência.

“Vou fazer todo o possível para me certificar de que Donald Trump não se torne presidente dos Estados Unidos”, enfatizou Sanders a jornalistas ao término de seu encontro com Obama, sem permitir perguntas.

De acordo com Sanders, Trump “seria claramente um desastre” como presidente.

O senador comentou, além disso, que lhe parece “incrível” que os republicanos tenham eleito seu candidato presidencial a uma pessoa que “fez da intolerância e a discriminação” uns dos eixos de sua campanha, e que “insulta a mexicanos, hispânicos, muçulmanos, afro-americanos e às mulheres”.

Por isso, em sua próxima reunião com Hillary, Sanders espera falar com ela sobre como “trabalhar juntos” para “derrotar” Trump em novembro.

Embora Sanders tenha reiterado hoje que concorrerá nas primárias do Distrito de Columbia para mostrar, segundo disse, que está “fortemente a favor” de que a capital Washington se torne o estado número 51 do país, não falou em continuar na campanha até a convenção democrata de julho, na Filadélfia.

O senador comentou, por outro lado, que espera a apuração completa das primárias realizadas na terça-feira na Califórnia, onde, segundo ele, a vitória de Hillary Clinton foi “muito mais estreita” do que o informado até agora.

Sanders também agradeceu a imparcialidade mostrada tanto por Obama como pelo vice-presidente, Joe Biden, durante toda a disputa eleitoral.

Texto atualizado às 15h12

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s