Sede dos EUA em Cuba já contém cartaz com nome de Embaixada

Kerry aterrissou durante a manhã no aeroporto de Havana em uma visita histórica à ilha, a primeira de um secretário de Estado americano desde 1945

Havana – A sede diplomática americana em Havana amanheceu nesta sexta-feira com um cartaz que dizia “Embaixada dos Estados Unidos“, à espera de que em horas seja içada a bandeira do país e a legação seja oficialmente inaugurada pelo secretário de Estado, John Kerry.

Kerry aterrissará durante a manhã no aeroporto de Havana em uma visita histórica à ilha, a primeira de um secretário de Estado americano desde 1945, para presidir a cerimônia oficial nessa sede diplomática, que começou a funcionar como embaixada em 20 de julho.

No entanto, até hoje o edifício não continha o cartaz que indicava sua categoria de embaixada e nem a bandeira americana, que será içada hoje, 54 anos depois, pelos mesmos três fuzileiros navais que a baixaram em 1961, quando Cuba e EUA romperam relações diplomáticas, Larry Morris, Mike East e Jim Tracy.

Nos arredores da embaixada desde o começo da manhã eram vistos repórteres, câmeras e fotógrafos de meios de comunicação de todo o mundo para cobrir este evento, para o qual há credenciados mais de 500 correspondentes.

Desde cedo também começaram a se reunir na zona cubanos que, levando bandeiras de Cuba e dos Estados Unidos, querem viver de perto a cerimônia, um dos marcos no restabelecimento de relações diplomáticas entre ambos países, anunciado em 17 de dezembro.

Também estão começando a chegar à embaixada alguns dos convidados ao ato solene de abertura, de uma lista composta por cerca de 20 legisladores e funcionários da Casa Branca, dos Departamentos de Estado, Tesouro, Comércio e Defesa, além de personalidades que respaldaram o processo de aproximação com Havana desde o anúncio de 17 de dezembro.

Entre eles haverá quatro senadores -o republicano Jeff Flake e os democratas Barbara Boxer, Amy Klobuchar e Patrick Leahy- e os congressistas democratas Steve Cohen, Barbara Lee e Jim McGovern, que visitaram a ilha em algumas ocasiões anteriores para promover a aproximação.

Na lista de convidados também figuram o empresário cubano-americano Hugo Cancio e o poeta cubano Richard Blanco.

Pela parte cubana, só vazou (informação) de que irá à cerimônia oficial uma pequena delegação presidida pela diretora para os EUA da Chancelaria da ilha, Josefina Vidal, que liderou as negociações para restabelecer relações junto com Roberta Jacobson, a secretária de Estado adjunta dos EUA para a América Latina.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s