Sobe para 658 o número de contagiados pelo zika no Equador

A província litorânea de Manabí, com 512 casos, quatro deles importados, é o local com maior número de contágios pelo vírus da zika

Quito – O número de pessoas contagiadas com o vírus da zika no Equador chegou a 658, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Ministério da Saúde, que aponta que, desses casos, 53 correspondem a mulheres grávidas.

Os contagiados estão em 12 das 24 províncias do país, segundo o Ministério.

A província litorânea de Manabí, com 512 casos, quatro deles importados, é o local com maior número de contágios pelo vírus da zika, seguida por Esmeraldas com 63 casos, todos autóctones.

Manabí e Esmeraldas foram as províncias mais atingidas por um terremoto de 7,8 graus de magnitude que em 16 de abril castigou várias zonas do litoral norte do Equador, deixando 668 mortos e milhares de afetados.

Segundo o Ministério, há 29 contagiados na província de Guayas e 26 na de Pichincha, cuja capital é Quito.

Além disso, há 11 contagiados em Los Ríos, cinco em Santo Domingo de los Tsáchilas e em El Oro; há também dois em Sucumbíos e em Galápagos, e um na província de Azuai, Chimborazo e Orellana.

A maior parte de contagiados (439) é formada por mulheres, 276 das quais estão com idades compreendidas entre os 20 e 49 anos, indicou o Ministério, que informou sobre 53 casos de grávidas contagiadas pelo vírus, das quais 13 estão no primeiro trimestre de gestação, 24 no segundo e 16 no terceiro.

“Até o momento, foram notificados nascimentos de quatro bebês em bom estado de saúde nascidos de pacientes que testaram positivo para o vírus da zika. Os recém-nascidos estão sendo acompanhados para detectar possíveis complicações”, afirmou o Ministério.

Por outro lado, a instituição informou de 9.963 casos confirmados de dengue no país, dos quais 32 são graves.

A maioria de casos de dengue foi reportada na província de Manabí (3.362), seguido por El Oro (1.351) Guayas (1.303), Esmeraldas (935), Los Ríos (740), Orellana (723) e Sucumbíos (513), segundo o Ministério, que aponta que das 24 províncias do país, só Carchi, fronteiriça com a Colômbia, não reporta casos de dengue.

Segundo o Ministério, foram registrados 17 casos de dengue em grávidas, que têm um tempo de gestação igual ou maior a quatro semanas.

Além disso, o Ministério indicou que há 1.241 casos confirmados de chicungunha, a maioria deles em El Oro (317), seguido por Guayas (259), Esmeraldas (178), Manabí (148), Santo Domingo de los Táschilas (109).

De acordo com o Ministério, foram registrados casos de chicungunha em 21 das 24 províncias, enquanto não há casos em Pastaza, Zamora Chinchipe e Galápagos.

A maioria de contagiados pelo vírus da chicungunha são mulheres e a maior parte delas com idades compreendidas entre 20 e 49 anos, segundo as estatísticas do Ministério.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s