Sobe para 60 o número de mortos por ataques em Damasco

Pelo menos 47 pessoas morreram por ataques aéreos e pelo lançamento de projéteis por parte das forças governamentais

Beirute – O número de mortos por bombardeios e o disparos de foguetes no domingo em Damasco e sua periferia chegou a 60, entre eles dez menores de idade, informaram nesta segunda-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos e meios de comunicação oficiais.

Segundo a ONG, pelo menos 47 pessoas morreram por ataques aéreos e pelo lançamento de projéteis por parte das forças governamentais nas localidades de Duma, Sabqa, Harasta, Nashabia e Arbin, todas elas na região de Ghouta Oriental, o principal reduto opositor dos arredores da capital síria.

Outras sete pessoas perderam a vida pelo impacto de foguetes no bairro de Al-Assad perto de Harasta, sob controle do regime.

Já a agência de notícias estatal síria “Sana” apontou que pelo menos seis pessoas faleceram e outras três ficaram feridas pela queda de foguetes e bombas lançadas por “organizações terroristas” contra áreas residenciais de Damasco, e as zonas de Yaramana e campo de Al Wafidin.

A Síria é há mais de quatro anos palco de um conflito que já tirou a vida de mais de 250 mil pessoas, segundo a apuração do Observatório.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s