Tailândia deteve outro suspeito do atentado de Bangcoc

O primeiro-ministro, Prayuth Chan-ocha, revelou em declaração que o suspeito foi detido quando tentava atravessar a fronteira com o Camboja

Bangcoc – As autoridades da Tailândia anunciaram nesta terça-feira a detenção de um segundo suspeito do atentado que causou 20 mortes no dia 17 de agosto em Bangcoc.

Os meios de comunicação locais divulgaram uma declaração do primeiro-ministro, Prayuth Chan-ocha, que revelou que o suspeito foi detido quando tentava atravessar a fronteira com o Camboja através da província de Sa Kaeo.

De acordo com o jornal “Bangcoc Post”, o detido seria a pessoa “com camiseta amarela que aparece nas câmeras de segurança” deixando uma mochila com o suposto explosivo no templo hindu do centro da cidade onde aconteceu a explosão.

O suspeito, que quando foi detido usava boné escuro e casaco cinza, será levado ainda hoje à capital tailandesa.

Trata-se do segundo suspeito de participar do atentando detido pelas autoridades depois que um suposto primeiro envolvido foi preso no fim de semana passado em Bangcoc.

Segundo as autoridades, o ataque de duas semanas atrás, que também deixou 120 feridos e não foi reivindicado por nenhum grupo, é o pior ato terrorista registrado na Tailândia.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s