Trump diz que política migratória dura teria evitado 11/9

"Sou extremamente duro com as pessoas que chegam a este país. Se eu tivesse no comando, duvido que essas pessoas (os terroristas) teriam entrado no país"

Washington – O magnata e aspirante republicano à Casa Blanca Donald Trump sugeriu neste domingo que, se ele tivesse sido o presidente dos Estados Unidos em 2001, sua dura política migratória teria evitado os atentados terroristas de 11/9.

“Eu sou extremamente duro com a imigração ilegal. Sou extremamente duro com as pessoas que chegam a este país. Acredito que, se eu tivesse no comando, duvido que essas pessoas (os terroristas) teriam entrado no país”, declarou Trump em uma entrevista à cadeia “Fox”.

Se seu plano migratório, que contempla a deportação em massa de todos os imigrantes ilegais, tivesse estado em vigor em 2001, “haveria grandes possibilidades” dos ataques do 11/9 terem sido evitado, insistiu Trump.

Os comentários do magnata ocorrem em meio a um desentendimento que começou na sexta-feira com um de seus rivais na disputa republicana, o ex-governador da Flórida Jeb Bush.

“Quando se fala de George Bush (…) O World Trade Center foi derrubado durante seu mandato”, disse Trump, que ontem completou 90 dias consecutivos como líder das enquetes sobre a disputa presidencial republicana, de acordo com o site político “RealClearPolitics”.

George W. Bush era “presidente” quando ocorreram os atentados terroristas e “o World Trade Center veio abaixo durante seu mandato”, insistiu Trump.

Em sua conta no Twitter, Jeb Bush qualificou de “patético” criticar seu irmão pelos atentados do 11/9.

“Fomos atacados e meu irmão nos manteve a salvo”, enfatizou o ex-governador da Flórida, que acrescentou que os “absurdos comentários” de Trump põem em dúvida se está preparado para ser presidente.

Hoje, em uma entrevista à rede “CNN”, Bush também voltou a atacar Trump e comentou que não entende por que o magnata segue falando dos atentados e tenta culpar seu irmão, o que segundo sua opinião mostra que não é “sério” no que diz respeito a ser “o comandante e arquiteto da política externa” dos EUA

Na próxima semana, “Trump provavelmente dirá que FDR (Franklin D. Roosevelt) estava por aí quando o Japão atacou Pearl Harbor”, ironizou Bush. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s