Trump segue liderando após proposta de vetar muçulmanos

O magnata continua sendo o favorito entre os eleitores republicanos para se tornar o candidato do partido nas eleições presidenciais de 2016, mostra pesquisa

Washington – O magnata nova-iorquino Donald Trump continua sendo o favorito entre os eleitores republicanos para se tornar o candidato do partido nas eleições presidenciais de 2016 segundo uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira, a primeira após sua polêmica proposta de vetar o acesso dos muçulmanos aos Estados Unidos.

Na pesquisa realizada pela agência “Reuters” e o instituto Ipsos, o magnata imobiliário tem 35% de apoio entre potenciais eleitores republicanos, um número similar ao que tinha antes que anunciou a polêmica proposta.

Trump pretende proibir temporariamente a entrada de cidadãos estrangeiros de religião muçulmana até que as autoridades encontrem outras soluções para os recentes ataques terroristas cujos responsáveis foram jihadistas.

O magnata assinalou que tomaria essa medida por causa do massacre na cidade de San Bernardino, na Califórnia, que deixou 14 mortos e cerca de 20 feridos, e também pelos recentes atentados terroristas em Paris.

No entanto, sua proposta despertou uma enxurrada de críticas por parte de políticos americanos, tanto democratas como republicanos, de grande parte da imprensa e de líderes estrangeiros.

Na pesquisa publicada hoje, abaixo de Trump estão o neurocirurgião aposentado Ben Carson, com 12%, e o senador pelo Texas Ted Cruz, empatado em 10% com o ex-governador da Flórida Jeb Bush.

Além da corrida eleitoral, a pesquisa também indagou os entrevistados especificamente sobre as polêmicas declarações de Trump. Os eleitores republicanos que as consideraram “ofensivas” somaram 29%, enquanto 64% não reprovaram as palavras do magnata.

Sobre essa proposta, a pesquisa também entrevistou eleitores democratas e o grau de rejeição foi de 72%, enquanto no conjunto total, sem considerar as preferências políticas, os “ofendidos” pelas palavras de Trump somaram 47%.

A pesquisa aconteceu entre os dias 8 e 11 de dezembro e apresenta margem de erro de cinco pontos percentuais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s