Trumpcare; Fillon: nova denúncia…

Trumpcare

Líderes republicanos e o presidente americano Donald Trump apresentaram um novo sistema para substituir o Obamacare (projeto de subsídios para contratação de planos de saúde criado pelo ex-presidente Barack Obama). Chamado de American Health Care Act, a lei corta alguns dos subsídios para cidadãos de baixa renda e dá às seguradoras a opções de cobrar mais caro de clientes com muitos problemas de saúde — ainda que, como o Obamacare, impeça as empresas de rejeitarem esses clientes. Mas o texto foi criticado até mesmo por republicanos, pois como o “Trumpcare” não obrigada as pessoas saudáveis a terem um plano — ao contrário do Obamacare —, a preocupação é que a ausência desses clientes jovens possa tornar os planos mais caros para todos. O texto ainda será discutido na Câmara e no Senado.

A CIA no seu WhatsApp

A organização de divulgação de documentos WikiLeaks liberou em seu site mais de 8.000 documentos que mostram que telefones e outros eletrônicos teriam sido hackeados pela CIA, agência de inteligência americana. A agência teria desenvolvido um método para invadir os sistemas de segurança de mensagens enviadas por aplicativos de mensagens, como WhatsApp e Telegram. Se confirmada a veracidade das informações, esse será o maior vazamento de dados do governo americano desde que o ex-agente da CIA, Edward Snowden, revelou um grande programa de espionagem em 2013. Snowden disse no Twitter que o sistema abre brechas para que celulares sejam invadidos não só pelo governo, mas por qualquer hacker na internet.

Fillon: outra denúncia

Não bastassem as acusações de que teria pago salários a sua esposa sem que ela tenha trabalhado, o candidato conservador à Presidência francesa François Fillon teve uma nova acusação de corrupção revelada nesta terça-feira. O político teria recebido um empréstimo de 50.000 euros de um empresário em 2013, mas não o declarou à Receita Federal francesa, o que é ilegal. A denúncia foi feita pelo mesmo jornal que revelou o esquema dos supostos pagamentos à mulher de Fillon.

Protestos na Argentina

Uma marcha reuniu milhares de pessoas em Buenos Aires para protestar contra a política comercial e trabalhista do presidente Mauricio Macri. Os manifestantes alegam que o governo não está dando atenção aos trabalhadores e se voltando demais ao comércio internacional. Uma greve-geral deve ser convocada para abril. O ministro do Trabalho, Jorge Triaca, disse que o protesto tem “uma perspectiva política”. Também nesta terça-feira, a ex-presidente Cristina Kirchner se apresentou à Justiça para depor sobre denúncias de que teria recebido propina de empresários para favorecimento em obras públicas. Ela disse estar sendo vítima de uma perseguição “sem precedentes”.

Hungria: imigrantes presos

Quem chegar sem documentação à Hungria passará a ser preso imediatamente enquanto aguarda o resultado dos pedidos de asilo. O Parlamento do país aprovou uma lei nesta terça-feira que determina que os migrantes aguardarão o resultado de seus pedidos de asilo presos num campo de refugiados na fronteira com a Sérvia. A Hungria havia suspendido a prática de deter imigrantes em 2013 após pressão da União Europeia. A medida foi aprovada por ampla maioria e criticada por organizações de direitos humanos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s