Tsipras afirma que domingo Grécia voltará a dizer “não”

O líder do partido esquerdista Syriza disse que nas eleições do próximo domingo os gregos voltarão a dizer "não", desta vez às políticas "do passado"

Atenas – O líder do partido esquerdista Syriza, Alexis Tsipras, afirmou nesta sexta-feira que nas eleições do próximo domingo os gregos voltarão a dizer “não”, desta vez às políticas “do passado”, e lançarão uma mensagem de coragem para Espanha e Portugal, países que também sofreram com a crise e que também têm eleições este ano.

“No domingo o povo dirá outra vez ‘não’, não ao velho sistema que representa a Nova Democracia de (Vangelis) Meimarakis”, exclamou Tsipras no evento de fim de campanha na praça Syntagma, lotada, no coração de Atenas.

Era uma referência ao claro “não” dados pelos gregos em julho à proposta de resgate formulada então pelos credores internacionais, que o governo de Tsipras acabou finalmente aceitando, com algumas alterações.

Em discurso combativo, o líder esquerdista pediu um mandato forte para acabar com “a intenção dos conservadores de transformar nosso governo em um parêntese da história”.

Este domingo, Grécia celebra “um novo referendo” e a pergunta é se a Grécia quer andar para frente ou para trás, disse Tsipras, que acrescentou que um voto claro poderá se transformar em uma mensagem forte para os países em que também haverá eleições este ano: Portugal, Espanha e Irlanda.

Tsipras acrescentou que o resultado na Grécia é de crucial importância para as forças progressistas na Europa.

Entre os políticos que receberam Tsipras neste último ato eleitoral estava o secretário-geral do partido Podemos, que subiu ao palco e se dirigiu ao eleitorado grego em espanhol.

Iglesias disse que viajou para Atenas para acompanhar “um amigo, já que a amizade se mostra em momentos difíceis”.

O líder do Podemos comparou Tsipras com um “leão” que luta contra “abutres”.

“Nos seis meses que lutamos esta batalha fizemos o melhor para pôr fim a monocultura da austeridade. E nossa luta provocou um terremoto na Europa. Nossa Grécia, que lutou sem armas, foi o símbolo para todos os que lutam. A Europa já não será a mesmaapós estes meses de dura negociação”, discursou Tsipras.

Tsipras pediu aos indecisos para não ficarem em casa, porque, disse, “não podemos perder nem um só voto”.

“Não deixemos que a abstenção ganhe, porque a abstenção não é uma decisão antissistema, isso é o que deseja Nova Democracia”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s