Tufão Koppu mata 35 em sua passagem pelo norte das Filipinas

O número de vítimas deve aumentar, pois em algumas províncias continuam as operações de resgate de residentes presos pelas inundações

Manila – O tufão Koppu deixou pelo menos 35 mortos, 24 feridos e mais de 907 mil afetados no norte das Filipinas depois de mais de três dias de chuvas contínuas que inundaram extensas áreas, informaram fontes oficiais nesta quarta-feira.

Segundo o último relatório do Conselho Nacional de Gestão e Redução de Risco de Desastres das Filipinas, dos 907 mil afetados, 443 mil se viram obrigados a sair de suas casas e 112 mil estão sendo atendidos em centros de evacuação.

O número de vítimas deve aumentar, segundo o Conselho, pois em algumas províncias, como Nova Ecija, Pampanga e Bulacan, continuam as operações de resgate de residentes presos pelas inundações.

A província de Aurora, onde o tufão tocou a terra na noite do sábado com ventos de até 215 km/h, já é acessível por estrada, e as autoridades começaram os trabalhos de recuperação e limpeza.

Os ministros filipinos de Interior, Mel Senen Sarmiento, e Bem-estar Social e Desenvolvimento, Dinky Soliman, vão até lá para avaliar a situação.

Koppu causou grandes danos no norte das Filipinas, onde as autoridades registraram 762 áreas inundadas. Ainda há 140 trechos de estrada e 28 pontes intransitáveis.

Embora as condições atmosféricas tenham melhorado significativamente no centro e no norte da ilha de Luzon, as autoridades advertiram os cidadãos de Pampanga e Bulacan que é possível que haja novas inundações com a queda da água que choveu nas regiões montanhosas.

Algumas localidades, como Calumpit, na província de Bulacan, estão praticamente inundadas.

“Dos 29 distritos do município, 25 estão debaixo d’agua”, disse o prefeito de Calumpit, Jessie de Jesus, à emissora local “ANC”. Ele estimou que a água demorará duas semanas para desaparecer.

A Agência Meteorológica das Filipinas (PAGASA) rebaixou hoje Koppu de depressão tropical a tempestade e apontou que, embora até pode deixar chuvas fracas, deve se dissipar totalmente nos próximos dias.

Entre 15 e 20 tufões percorrem todos os anos Filipinas durante a temporada chuvosa, que começa em junho e termina em novembro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s