Turquia sofre com um ano de atentados

Istambul sofreu nesta terça-feira um triplo atentado suicida que deixou 41 mortos e 239 feridos

Istambul sofreu nesta terça-feira um triplo atentado suicida que deixou 41 mortos e 239 feridos, em mais um ataque de uma longa série de ações contra a Turquia.

Relação dos principais atentados dos últimos 12 meses na Turquia:

– 8 de junho de 2016: 6 mortos na explosão de um carro-bomba diante de uma delegacia de polícia em Midyat (sudeste), em ataque reivindicado pelos rebeldes curdos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

– 7 de junho: 11 mortos, incluindo seis policiais, na explosão de um carro-bomba junto a um ônibus da polícia de choque em Beyazit, bairro histórico de Istambul. A ação foi reivindicada pelos Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK), grupo radical ligado ao PKK.

– 31 de março: 7 policiais mortos e outras 27 pessoas feridas na explosão de um carro-bomba em Diyarbakir, principal cidade do sudeste de maioria curda. O ataque foi assumido pelo YPG, braço militar do PKK.

– 19 de março: 4 turistas mortos (3 israelenses e um iraniano) e outras 36 pessoas feridas em um ataque de um terrorista suicida que se explodiu na célebre avenida Istiklal, em Istambul, atribuído por Ancara ao grupo Estado Islâmico (EI).

– 13 de março: 35 mortos e mais de 120 feridos na explosão de um carro-bomba no centro de Ancara, reivindicado pelo TAK, grupo radical dissidente do PKK.

– 17 de fevereiro: 28 mortos e cerca de 80 feridos na explosão de um carro-bomba dirigido por um suicida em pleno coração de Ancara, em um ataque visando veículos militares e assumido pelo TAK.

– 14 de janeiro: 6 mortos – um policial e cinco civis – na explosão de um carro-bomba próximo a uma delegacia de Cina, 30 km de Diyarbakir, reivindicado pelo PKK, que se desculpou pela morte de civis.

– 12 de janeiro: 12 turistas alemães mortos em um ataque suicida em Sultanhamet, no coração histórico de Istambul. A ação, atribuída ao EI pelas autoridades, foi realizada sobre o antigo hipódromo, próximo à Basílica de Santa Sofia e à Mesquita Azul.

– 10 de outubro 2015: 103 mortos e mais de 500 feridos em um duplo atentado suicida diante da principal estação de Ancara. O ataque, o mais fatal já realizado em solo turco, foi atribuído pelas autoridades ao EI.

– 20 de julho 2015: 34 mortos e cerca de 100 feridos em um atentado em Suruç, próximo à fronteira síria, visando jovens militantes da causa curda. A ação foi atribuída ao EI.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s