UE vai discutir escândalo da Volks com autoridades do bloco

A UE ressaltou que é essencial esclarecer as questões, pelo bem dos consumidores e do meio ambiente

Bruxelas – Os reguladores da União Europeia se reunirão “em breve” com autoridades nacionais para discutir como lidar com o escândalo das emissões de poluentes da Volkswagen, disse uma porta-voz da UE nesta terça-feira.

A fabricante de automóveis da Alemanha disse que até 11 milhões de veículos pelo mundo podem ter sido afetados pelo software supostamente usado para fraudar testes de emissões.

“Nós faremos contato com os Estados-membros [da UE], haverá uma reunião rapidamente para discutir o que pode ser feito”, disse a porta-voz em entrevista regular à imprensa.

A funcionária ressaltou que, se por um lado a UE tem um papel para definir limites de emissões para carros, as autoridades nacionais são responsáveis por fazer com que esses limites sejam cumpridos e também pelos procedimentos de testes relacionados.

“Este é um assunto para os Estados-membros, que têm todas as ferramentas de que necessitam”, afirmou ela. “Nós estamos aqui para fornecer os impulsos políticos necessários.”

A porta-voz acrescentou ainda que era “essencial esclarecer as questões, pelo bem dos consumidores e do meio ambiente”. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s