Vaticano retira sigilo de arquivos da ditadura argentina

No entanto, o secretário episcopal afirmou que ainda não podia dar datas de quando os documentos estarão públicos

Buenos Aires – O Vaticano afirmou que vai derrubar o sigilo de documentos da ditadura argentina, segundo a Conferência Episcopal Argentina.

O Vaticano está “ordenando seus arquivos” para liberá-los, disse o secretário-geral da conferência, Carlos Malfa, após se reunir com o papa Francisco em Roma.

“A liberação dos arquivos leva tempo porque implica na leitura e classificação dos documentos. Em geral, se trata de cartas que eram recebidas por religiosos sobre desaparecidos. Há também jornais da época”, disse Malfa.

No entanto, o secretário episcopal afirmou que ainda não podia dar datas de quando os documentos estarão públicos.

Em 24 de março, completam-se 40 anos do último golpe militar na Argentina. Um dia antes, na próxima quarta-feira, o papa vai receber três grupos de familiares desaparecidos durante a ditadura.

O feito coincide com a decisão do presidente norte-americano Barack Obama de difundir os primeiros documentos militares e de inteligência relacionados com a “guerra suja” sob a ditadura dos anos 1970 na Argentina.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s