Mortes de terremoto no Japão sobem para 41

Dois fortes terremotos atingiram a região sudoeste do Japão

Mashiki, Japão – O exército e equipes de resgate seguem trabalhando na busca por sobreviventes presos em escombros, após dois fortes terremotos atingirem a região sudoeste do Japão. O número de vítimas fatais subiu para 41, conforme as autoridades locais, enquanto mais de 200 mil casas seguem sem energia elétrica e 400 mil estão sem água.

Fortes chuvas sobre a região prejudicam os trabalhos de resgate e podem provocar deslizamentos de terra. O primeiro-ministro, Shinzo Abe, expressou preocupação sobre desastres secundários, diante dos fortes ventos e precipitações.

Na madrugada de sábado, um tremor de 7,3 graus atingiu a região de Kumamoto, na ilha de Kyushu, deixando 32 mortos até o momento. O primeiro terremoto, de 6,5 graus, atingiu o local na noite de quinta-feira, matando nove pessoas. Há pelo menos 184 pessoas gravemente feridas e cerca de 91 mil habitantes tiveram de deixar suas casas.

O epicentro dos terremotos foi localizado a cerca de 10 quilômetros abaixo da superfície, nível considerado “raso” por especialistas. A Autoridade de Regulação Nuclear do país reportou não identificar anormalidades na usina nuclear de Sendai. Fonte: Associated Press.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s