Airbnb constrói sua primeira casa para viajantes

O primeiro exemplo de projeto criado no laboratório é a Yoshino Cedar House, uma casa construída pelo Airbnb e arquitetos em uma vila japonesa rural

São Paulo – O Airbnb almeja fazer mais do que conectar hospedeiros e viajantes e, para isso, criou o Samara, estúdio de design e engenharia.

O primeiro exemplo de projeto criado no laboratório é a Yoshino Cedar House, uma casa construída pela empresa e arquitetos locais em uma vila japonesa rural.

A casa será administrada pelos locais para receber viajantes, afirma a empresa, “para além do modelo tradicional de compartilhamento de casas, tendo em mente uma comunidade inteira ao invés de um hospedeiro individual”, afirmou o Airbnb.

A casa poderá ser reservada pela plataforma da empresa. Por mais o modelo seja parecido com um hotel ou pousada, a companhia afirma que essa é uma interpretação incorreta do verdadeiro objetivo do projeto.

O alvo é revitalizar a vida nas vilas rurais japonesas, que diminuíram consideravelmente com o envelhecimento da população e o crescimento das cidades e passaram a sofrer dificuldades econômicas.

A madeira usada na construção veio de cedros da região, os peixes são pescados no rio próximo e a mesa de refeições é comunitária. Os lucros obtidos pelo Airbnb com o aluguel do centro serão revertidos em investimentos na própria comunidade.

Esse é apenas o primeiro projeto do novo laboratório, então é difícil delinear qual será o futuro e o enfoque do laboratório de design.

A ideia de um centro comunitário para estadia de visitantes pode ser expandida para outras cidades, afirmou o co-fundador e diretor de operações do Airbnb Joe Gebbia em entrevista ao FastCo Design.

“Desde que começamos, recebemos ligações de pessoas do Reino Unido, China, Coreia, Espanha, França e Itália, todas com o mesmo problema”, disse.

“Samara irá explorar arquitetura, design de produtos, engenharia de software e novos modelos econômicos”, afirmou Gebbia. Ao lado dos co-fundadores Brian Chesky e Nathan Blecharczyk, afirmou que o laboratório irá criar novos serviços para conexões entre pessoas, comércio e mudanças sociais.

Por mais que essas expressões sejam tão positivas quanto vagas, é possível esperar grandes surpresas da companhia, que revolucionou a economia compartilhada e tem valor de mercado maior que qualquer rede de hotéis, de US$ 30 bilhões.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s