Alcatel esnoba crise e quer ganhar mercado no Brasil

Empresa investindo em novas contratações e em aumentar a distribuição de seus telefones para conquistar participação de mercado

Nenhuma outra grande economia do mundo está se saindo tão mal quanto o Brasil. Ainda assim, a TCL Communication Technology Holdings está investindo em novas contratações e em aumentar a distribuição de seus telefones Alcatel em um plano para conquistar participação de mercado dos concorrentes.

A unidade brasileira da fabricante chinesa de telefones agora vende diretamente para 50 grandes varejistas e está presente em 10.000 pontos de venda, contra 15 clientes e 3.500 lojas há um ano, segundo Fernando Pezzotti, presidente da Alcatel no Brasil.

A unidade contratou mais representantes de vendas para trabalhar diretamente com grandes redes de varejo do país, como Magazine Luiza e Pontofrio, pertencente à Via Varejo, em um esforço para aumentar as vendas de telefones em lojas.

“Brasileiro gosta de estar conectado, com aparelho de última geração”, disse Pezzotti, em entrevista por telefone, de São Paulo. “A gente está olhando esse momento mais como oportunidade do que crise. Para nós, esse é um momento para ocupar espaço”.

Na América Latina, a Alcatel é a segunda marca com maior volume de vendas de telefones, disse Pezzotti, citando dados coletados pela empresa. No Brasil, está em quinto ou sexto. “Nós queremos mudar esse cenário”, disse.

Embora a maior economia da América Latina deva encolher 3,8 por cento neste ano, após uma contração de 3,8 por cento no ano passado, o número de usuários de dispositivos móveis no país — mais de 200 milhões — continua sendo atraente a longo prazo, disse Pezzotti.

A companhia lançou hoje a nova marca Alcatel, eliminando o OneTouch que previamente fazia parte do nome e está introduzindo um portfólio de novos aparelhos de até R$ 1.000 (US$ 277) no primeiro semestre.

Novos modelos acima desse valor serão lançados no segundo semestre, disse Pezzotti.

No total, a Alcatel espera que sejam comercializados 40 milhões de aparelhos no Brasil em 2016, disse ele.

A chinesa TCL opera globalmente sob as marcas Alcatel e TCL. Além de smartphones, a empresa fabrica também tablets, aparelhos de vestir, roteadores móveis e outros aparelhos.

A Alcatel foi criada como uma joint venture da francesa Alcatel-Lucent com a TCL, mas atualmente é um grupo subsidiário de propriedade integral da empresa com sede em Shenzhen, na China.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s