Audi gastará US$ 53 mi para consertar motores adulterados

No total, 85 mil veículos (Audi, Volkswagen e Porsche) devem ser adaptados nos Estados Unidos

A Audi anunciou nesta segunda-feira que a adaptação às normas americanas de seus modelos equipados com motores diesel de três litros envolvidos no caso de fraude de emissões exigirá cerca de 53 milhões de dólares.

O anúncio foi realizado dias após a Audi admitir, em negociações com as autoridades americanas, que todos os seus modelos diesel de três litros desde 2009 estão equipados com um programa denominado AECD (Auxiliary Emission Control device) que adultera resultados.

Segundo a Agência de Proteção do Meio Ambiente (EPA, sigla em inglês), o “AECD” – programa não declarado às autoridades – permitiu à Audi fraudar as normas americanas sobre emissões de gases poluentes.

Os modelos afetados são o A6, A7, A8, Q5 e Q7. No total, 85 mil veículos (Audi, Volkswagen e Porsche) devem ser adaptados nos Estados Unidos.

Em setembro passado, Washington denunciou a Volkswagen por manipular resultados de testes de emissões de gases poluentes de seus motores diesel, mediante um software criado especialmente para tal.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s