BHP promete toda ajuda para catástrofe ecológica no Brasil

Vale e BHP e Samarco anunciaram na sexta-feira a criação de um fundo "voluntário" para recompor a bacia do rio Doce

A gigante da mineração anglo-australiana BHP Billiton prometeu novamente nesta segunda-feira toda a ajuda após o rompimento de uma barragem em Mariana em 5 de novembro, depois que o governo do Brasil anunciou que exigirá na justiça 5,2 bilhões de dólares para indenizar as vítimas.

A demanda do governo brasileiro, anunciada na sexta-feira, tem como alvo a empresa Samarco, responsável pela barragem, que pertence, em partes iguais, a BHP e à brasileira Vale.

A BHP anunciou nesta segunda-feira que está a par do anúncio, apesar de não ter sido notificada de forma oficial.

“A BHP confirma seu compromisso de apoiar a Samarco para reconstruir a comunidade e restaurar o meio ambiente afetados pelo rompimento da barragem”, afirma um comunicado.

A ação civil pública do governo brasileiro tem por objetivo a criação de um fundo de 20 bilhões de reais (5,2 bilhões de dólares), que deverá servir para indenizar as vítimas e reparar os consideráveis danos ambientais provocados à bacia do rio Doce.

Uma barragem de dejetos de mineração rompeu em 5 de novembro perto da cidade de Mariana e provocou uma inundação de lama no distrito de Bento Rodrigues, uma tragédia que deixou 13 mortos e 10 desaparecidos.

A torrente de lodo e dejetos percorreu mais de 650 km pelo leito do rio, através dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, e alcançou o Oceano Atlântico, provocando graves danos ambientais.

Em sua passagem, matou milhares de animais, arrasou áreas protegidas e deixou 280.000 pessoas sem água.

Vale e BHP e Samarco anunciaram na sexta-feira a criação de um fundo “voluntário” para recompor a bacia do rio Doce, que tem 228 cidades em suas margens, e cuja flora e fauna foram destruídas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s