Coca-Cola compra a Ades da Unilever por US$ 575 milhões

Aquisição foi feita em parceria com a engarrafadora mexicana Coca-Cola Femsa

São Paulo – A Coca-Cola, em parceria com a engarrafadora mexicana Coca-Cola Femsa, anunciaram hoje a compra da marca de bebidas Ades, da Unilever, por US$ 575 milhões.

A Ades é a principal marca de bebidas à base de soja na América Latina. Criada em 1988, na Argentina, é vendida ainda no México, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile e Colômbia.

No Brasil chegou em 1996 e hoje conta com um portfólio de cerca de 30 produtos e fatura estimados R$ 500 milhões com a liderança do mercado de sucos prontos.

Em 2015, a estimativa é que a marca tenha faturado US$ 284 milhões com a venda de 56,2 milhões de caixas de unidades de bebidas.

A transação aguarda a aprovação dos órgãos reguladores e marca o primeiro (gigante) passa da Coca-Cola para ampliar a oferta de seus produtos sem gás. 

O motivo está no fato do mercado de refrigerantes estar em queda, em todo mundo, graças a procura maior das pessoas por bebidas saudáveis – o que leva as maiores fabricantes a querem beber do mesmo copo.  

Há um mês, a Ambev comprou no Brasil a marca carioca de sucos Do Bem por um valor não divulgado. A companhia já assinou um terno de cooperação com o Estado do Rio, onde será sua futura fábrica, para garantir o fornecimento de frutas para a produção.

Por aqui, a Coca também está comprando a Laticínios Verde Campo, de Minas Gerais, negócio sem para a conclusão. A empresa é dona da linha de produtos sem lactose Lacfree e tem uma fábrica na cidade mineira de Lavras.

Novos rumos 

Em 16 de maio, a Coca completou 130 anos de operação com uma série de modificações para manter a liderança do setor global.

Entre elas está uma nova estrutura das operações internacionais, mais simplificada e integrada, em regiões consideradas essenciais pela empresa. 

“Estes movimentos continuará a estabelecer as bases para uma liderança forte e continuidade de gestão”, disse Muhtar Kent, presidente mundial, sobre a decisão. 

Os negócios na Europa foram reorganizados para serem divididos entre Europa Central e Oriental e a operação na África foi também reajeitada para poder garantir ações regionais e divisão de custos.

No Brasil, depois de oito anos à frente da Coca-Cola no Brasil, o mexicano Xiemar Zarazúa deixou o cargo para assumir o posto de vice-presidente de empreendimentos da The Coca-Cola Company na América Latina.

Em 1º de setembro, assume o brasileiro Henrique Braun, que estava à frente das operações da marca na China e na Coreia – terceira maior divisão global do grupo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s