Conclusão da 1ª fase do Comperj demanda US$ 4,3 bilhões

Do total a ser investido, US$ 2,3 bilhões devem ser injetados por parceiros, com os quais a Petrobras está negociando atualmente

Rio – O diretor de Engenharia da Petrobras, Roberto Moro, afirmou que serão necessários US$ 4,3 bilhões para concluir a primeira fase do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), o que inclui a unidade de processamento de gás natural (UPGN) e toda a infraestrutura de transporte do gás da Bacia de Santos até o complexo. 

Do total a ser investido, US$ 2,3 bilhões devem ser injetados por parceiros, com os quais a Petrobras está negociando atualmente.

Segundo Moro, apenas a UPGN demanda investimentos de US$ 2,3 bilhões. O executivo participa neste momento de sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para tratar dos efeitos da crise da estatal na economia do Estado do Rio.

Em setembro, haverá licitação para a contratação de 48 quilômetros de gasoduto, parte do projeto Rota 3 de escoamento de gás da Bacia de Santos até o Comperj.

A licença ambiental prévia deve sair até o fim do ano. A Petrobras depende da instalação desse gasoduto para garantir novo aproveitamento para o gás, que hoje está sendo reinjetado ou queimado.

Durante a CPI, o diretor de Abastecimento da estatal, Jorge Celestino, informou ainda que a intenção da companhia é concluir a primeira fase do Comperj dois anos após a formação de parceria.

Inicialmente, o cronograma previa o início da operação em 2020, mas essa data deve ser antecipada. Segundo Celestino, as negociações com possível sócios para o Comperj “estão avançadas”.

Moro afirnou ainda que a Petrobras trabalha para revitalizar campos de petróleo e gás natural que estão em fase de declínio da produção, conhecidos como áreas maduras. Um deles é o Campo de Marlim, localizado na Bacia de Campos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s