Crise não esfria briga de sócios da Usiminas

Os acionistas não chegaram a um consenso sobre uma solução para a empresa, que hoje enfrenta o risco até de entrar em recuperação judicial

São Paulo – O iminente fim do caixa da Usiminas, que deve acabar na segunda quinzena deste mês, não acelerou um acordo entre a Nippon Steel e a Techint/Ternium, sócios controladores da siderúrgica, que vive difícil crise financeira.

Segundo fontes, os acionistas não chegaram a um consenso sobre uma solução para a empresa, que hoje enfrenta o risco até de entrar em recuperação judicial.

A reunião do Conselho de Administração que seria marcada na quinta-feira, não ocorrerá, já que ainda não foi feita a convocação da mesma. Pelas regras, essa convocação precisa ocorrer com cinco dias úteis de antecedência, no mínimo.

No momento, as partes estão tentando viabilizar a reunião para a próxima segunda-feira, mas, para isso, a convocação precisaria ser feita até hoje. Segundo uma fonte, não há neste momento qualquer indicação de que isso venha a ocorrer.

“Realmente ainda não existe um acordo. A Usiminas precisa de um fôlego e a capitalização provê isso com segurança”, disse a fonte.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s