Empresa de chips japonesa negocia compra da Intersil

A fabricante de chips japonesa Reneseas está em negociações adiantadas para comprar a concorrente norte-americana Intersil, segundo o jornal Nikkei

Tóquio – A fabricante de chips japonesa Renesas Electronics Corp. está em negociações adiantadas para adquirir a Intersil Corp., uma concorrente norte-americana forte em produtos que oferecem soluções de economia de energia, segundo reportagem do Nikkei.

O acordo básico deve ser fechado ainda este mês.

A empresa japonesa deve gastar até 300 bilhões e ienes (US$ 3 bilhões) na operação. O valor de mercado da Intersil, listada na Nasdaq, chegou a mais de US$ 2,1 bilhões na sexta-feira.

Renesas pretende acrescentar um prêmio para comprar as ações da norte-americana, buscando assumir o controle total da companhia. Seu plano é usar recursos de caixa, mas também pode considerar um empréstimo bancário para concluir a transação.

Intersil produz chips essenciais para regular energia em produtos como carros, equipamentos industriais e smartphones. É fornecedor para montadoras nos Estados Unidos, Europa e Ásia, e a expectativa é que também passe a fornecer produtos para carros elétricos e veículos de célula a combustível. Intersil também lida com chips de comunicação.

Enquanto o mercado de semicondutores provavelmente permanecerá estável globalmente, o mercado para chips de automóveis deve crescer, impulsionado pela demanda em novos campos como carros de auto-condução.

Com a compra, Renesas pretende reforçar sua linha de chips para automóveis. A empresa japonesa liderou o mercado global de chips de automóveis até 2014, mas desde então caiu para o terceiro lugar, atrás NXP Semiconductors NV dos Países Baixos e a alemã Infineon Technologies AG.

A fabricante de chips japonesa nasceu em 2010 a partir da fusão da Renesas Tecnology e da NEC Electronics. Golpeada pelo iene forte e no rescaldo do terremoto e tsunami de março de 2011, a Renesas recorreu a medidas de reestruturação em larga escala.

Como resultado da retirada de operações não rentáveis, as vendas da empresa encolheram cerca de 40% em cinco anos.

Fonte: Dow Jones Newswires

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s