Levi’s faz 1º jeans com camiseta velha — e isso é incrível

Jeans feito de tecido reciclado usa 98% menos água que modelos feitos com algodão virgem

São Paulo – Todos os anos, 13,1 milhões de toneladas de tecidos são produzidos no Estados Unidos apenas, sendo que 11 milhões desse total acabam em aterros sanitários ao fim do seu ciclo de vida. Junto com as montanhas de farrapos, também vão para o lixo todos os recursos naturais usados para produzir as vestimentas e, principalmente, água, muita água. A indústria de roupas é uma atividade extremamente sedenta.

Atenta aos impactos ambientais de seu setor, a icônica empresa noteamericana Levi Strauss & Co. criou seu primeiro par de jeans feitos a partir de tecidos reciclados. A investida é fruto de uma parceria com a startup Evrnu e pode mudar muita coisa.

Até agora, não havia uma solução viável que fosse capaz de trasformar roupas velhas em novas sem comprometer a qualidade do produto final. Mas a tecnologia desenvolvida pela startup conseguiu essa proeza, criando um campo de oportunidades sem precedentes.

O protótipo de jeans, de um modelo 501 (a primeira calça jeans lançada pela Levi´s), é constituído de tecido reciclado de cinco camisetas de algodão e usa 98% menos água que os produtos feitos com matéria-prima “virgem”.

A economia de água é de grande importância. Segundo a empresa, cerca de 3 800 litros de água são utilizados durante toda a vida útil de uma calça jeans: 68% desse consumo ocorre no cultivo de algodão, enquanto 23% ocorre na casa do consumidor, por conta de sucessivas lavagens em máquina de lavar.

“Esta tecnologia é uma grande promessa e um avanço emocionante na forma como nós exploramos o uso de algodão regenerado para ajudar a reduzir significativamente o impacto global sobre o planeta. Ao abordar a conservação da água através da inovação, a indústria do vestuário tem o potencial de reduzir significativamente a sua pegada de água”, disse em nota Paul Dillinger, chefe de inovação global de produto da Levi Strauss & Co.

Em um mundo assombrado pelas mudanças climáticas, que apresenta grandes desafios à agricultura, a empresa norteamericana vê o novo algodão reciclado como algo que pode lentamente começar a substituir o algodão virgem.

Além de poupar água, a parceria com a startup está alinhada a uma tendência crescente de eliminar resíduos e dar vida nova ao “lixo”, com o objetivo de criar uma economia circular, onde o resíduo passa a ser encarado como recurso e é reinserido no ciclo produtivo. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s