Lucro líquido da BM&FBovespa sobe 65%

Lucro de R$ 393,3 milhões não considerou o impacto do investimento na CME Group

São Paulo – A BM&FBovespa, que negocia fusão com a Cetip, reportou um lucro líquido de R$ 393,3 milhões sem considerar o impacto proveniente do investimento na CME Group (ex-impacto CME), crescimento de 65% em relação ao observado no mesmo período do ano passado.

Em relação aos três meses imediatamente anteriores a alta foi de 23,7%.

Se considerados todos os efeitos com o desinvestimento parcial da companhia na CME, assim como a descontinuidade do método de equivalência patrimonial, o lucro líquido, esse atribuível aos acionistas da bolsa, foi a R$ 2,012 bilhões, recorde para o período.

Para se ter uma ideia o lucro nos nove primeiro meses do ano foi de R$ 2,61 bilhões.

No documento que acompanha o seu demonstrativo financeiro, a bolsa destaca que os recursos advindos da venda de 20% da fatia que detinha na CME em setembro totalizaram R$ 1,2 bilhão, impactando, assim, positivamente o caixa da companhia.

Já o resultado bruto dessa venda chegou a R$ 724 milhões, montante que foi considerado como base para o pagamento de impostos que somaram R$ 249,8 milhões, gerando, dessa forma, um resultado líquido de R$ 474,2 milhões.

A última linha do balanço foi afetada, ainda, com a descontinuidade do método de equivalência patrimonial para o investimento na CME. Agora, a bolsa passou a tratar esse investimento como “um ativo financeiro disponível para venda”.

De acordo com as notas explicativas, a BM&FBovespa esclarece que “com a consolidação da parceria estratégica firmada em 2010 e a maturação natural do processo de transferência de conhecimento e tecnologia entre as companhias, somados à alienação de parte do investimento detido pela companhia”, foi decidido reavaliar a influência significativa exercida sobre o CME Group.

Foram considerados, segundo a companhia, fatores quantitativos e qualitativos. A conclusão após essa análise foi de que “houve a descaracterização da influência significativa conforme definida pelo CPC 18 sobre o CME Group”.

Com essa mudança, a BM&FBovespa informou que o investimento deixa de ser tratado como ativo não circulante, passando agora a ser registrado como ativo financeiro disponível para venda no ativo circulante (aplicações financeiras).

“O investimento passa a ser mensurado a valor justo (marcado a mercado), sendo que as variações decorrentes dessa mensuração impactarão o patrimônio líquido”, informou a companhia.

Com isso, “rubrica imposto de renda e contribuição social diferidos do passivo não circulante passa a incluir provisão de imposto sobre potencial ganho a ser gerado por esse investimento”.

Com essa alteração, a Bolsa destaca que na demonstração de resultados o impacto extraordinário no terceiro trimestre, que foram assim não recorrentes, registrou o reconhecimento de resultado da descontinuidade do método de equivalência patrimonial no montante de R$ 1,7 bilhão, sem ser um impacto caixa.

Outro efeito foi o reconhecimento de imposto diferido de R$ 590 milhões, ainda sem impacto caixa.

Já a partir do quarto trimestre, a linha de equivalência patrimonial não contemplará mais o CME Group e, dessa forma, os dividendos recebidos do CME Group serão contabilizados na linha de receitas financeiras.

Receita

No intervalo de julho a setembro a receita líquida da BM&FBovespa foi de R$ 598,3 milhões, alta de 9,9% na relação anual e de 7,9% na trimestral.

As conversas para uma fusão entre BM&FBovespa e Cetip foi antecipada pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, e confirmada pelas companhias no início do mês.

Em fato relevante divulgado há dez dias a bolsa disse que não é possível assegurar que tais conversas resultarão em uma oferta ou transação de qualquer natureza e que não existe, neste momento, qualquer proposta sobre a estrutura econômica ou societária ou sobre outros termos e condições de uma eventual transação.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s