Nestlé promoveu dia para levar pet ao trabalho

Durante o dia, 92 cachorros e 5 gatos andaram pelos corredores da Nestlé, participaram de reuniões e acompanharam seus donos

São Paulo – Os funcionários da Nestlé tiveram um dia de cão. Na verdade, com a companhia de cães e gatos. A empresa promoveu o primeiro Pet Day, em que os colaboradores puderem levar os seus animais de estimação ao trabalho.

Durante o dia, 92 cachorros e 5 gatos andaram pelos corredores da Nestlé, participaram de reuniões e acompanharam seus donos – menos no refeitório.

A atividade ocorreu durante a Semana de Qualidade de Vida, promovida há 15 anos, que também concentra outros benefícios como consultas rápidas com médicos, nutricionistas e dentistas, além de massagistas e até leitoras de tarô.

O evento foi feito em parceria com a Purina, marca de rações da Nestlé. Outros escritórios da marca já são pet friendly e o grupo estuda incorporar a prática às suas políticas internas aqui no Brasil.

“O próprio andar da equipe da Purina é uma opção para estender esse benefício”, afirmou o diretor de Recursos Humanos, Luiz Fruet.

A atividade foi criada com base em uma pesquisa da Universidade Virginia Commonwealth, nos Estados Unidos, que afirma que ter cães no escritório pode reduzir o estresse e a ansiedade.

Outro objetivo era estreitar o relacionamento entre os colaboradores. “Aqui, temos mais de 2.500 funcionários e as pessoas não se conhecem. Mas, com um cachorro, elas se aproximam mais”, disse Fruet.

Para que nenhum cachorro se estressasse ou mordesse o colega, a equipe de RH selecionou quais animais poderiam participar. “Só puderam vir aqueles que são mais sociáveis, que já têm costume de se encontrar com outros bichos”, disse o diretor.

Todos tomaram banho no dia anterior, os funcionários ganharam kit para lidar com as necessidades do bichinho e havia uma equipe extra de limpeza para acidentes.

Um dos andares foi reservado para os funcionários que tivessem alergia ou medo dos animais. O expediente também foi mais curto que o normal, para não estressar os animais.

“Queremos aumentar a sensação de pertencimento, engajamento e retenção dos funcionários. Deixar a sensação de que as pessoas trabalham aqui não só por causa do salário”, disse.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s