O experimento ‘mais idiota da história’, segundo Elon Musk

Para o magnata dos negócios verdes, as regras e os incentivos aos combustíveis fósseis trabalham por um futuro ruim

São Paulo – Enquanto os líderes mundiais e políticos negociam o futuro do clima na COP21, o magnata dos negócios verdes Elon Musk se reuniu com jovens da Universidade de Sorbonne para defender a taxação das emissões de carbono como forma de acelerar a transição dos combustíveis fósseis para energias renováveis.

O oposto disso, ou seja, não taxar atividades altamente emissoras do gás vilão do aquecimento global, é o ‘experimento mais idiota da história’.

Musk, que é CEO da fabricante de carros elétricos Tesla Motors, dono da SpaceX, empresa americana de transporte espacial e co-fundador do Solar City disse que os governos do mundo precisam adotar uma mensagem clara sobre este tema e que o processo de taxação poderia ser dividido em etapas para as indústrias se adaptarem.

“O problema fundamental é que as regras de hoje incentivam as pessoas a gerar carbono e isso é uma loucura”, disse aos estudantes.

Ele falou do ciclo de carbono na Terra e de como as atividades humanas baseadas na queima de petróleo, gás e carvão conseguiram desequilibrá-lo, intensificando o aquecimento global e as mudanças climáticas.

“O Planeta Terra é bem sensível e nós, basicamente, ‘desenhamos’ civilizações vulneráveis às mudanças climáticas”, observou o empresário.

O magnata afirmou que “o fim da era dos combustíveis fósseis é inevitável” porque em algum momento nós simplesmente vamos ficar sem carbono para extrair ou queimar.

A dúvida que permanece, segundo Musk, é “quando vamos sair dela, e não ‘se vamos sair’ dela”.

“O objetivo é que isso aconteca o mais rapidamente possível […] para entrarmos numa era de energia mais sustentável. Queremos usar fontes que sejam boas e durem por bilhões de anos”, acrescentou. 

(Reprodução/Youtube/ Universidade de Sorbonne)

E se adiarmos a transição?

No melhor cenário, disse ele, se demorarmos a trocar as fontes fósseis por energias limpas e verdes, nós apenas vamos adiar o inevitável. Mas no pior cenário, “nós teremos mais deslocamentos e destruição do que todas as guerras combinadas na história”.

“Hoje, apenas 3% dos cientistas acreditam no primeiro cenário, enquanto 97% acreditam no segundo”, destacou.

O que atrasa essa transição segundo Musk é justamente a não taxação de carbono, que ele compara a “um subsídio escondido” em toda atividade com grande emissão.

“Isto é o que chamo de pior experimento da história da humanidade. Por que faríamos isso?”, questiona o magnata.

Em um mercado saudável, disse Musk, os incentivos estão alinhados a um futuro bom. Mas no caso atual, segundo ele, os incentivos estão alinhados a um futuro ruim “em que atividades prejudiciais para a sociedade, recebem incentivos dos governos” e nenhuma taxação por seus efeitos negativos.

Musk destacou que a não taxação do carbono é uma forma de subsídio escondido que soma vultosos US$ 5,3 trilhões por ano, com base em dados do FMI.

Mas ninguém quer abrir mão disso tão facilmente. “As indústrias do setor estão lutando de todas as formas. E elas usam técnicas semelhantes àquelas que a indústria de cigarros já usou”, compara. 

“Apesar do consenso científico sobre os malefícios do cigarro à saúde, a indústria do tabaco encontrava alguns cientistas que discordavam do consenso, para poder dizer ‘Olha, os cientistas discordam [dos efeitos do fumo à saúde]. E era basicamente assim que eles tentavam convencer as pessoas de que fumar não era tão ruim assim”, disse. 

Quer assistir na íntegra a palestra de Musk? Confira abaixo o vídeo em inglês.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s