Promotoria alemã investiga 17 pessoas por escândalo na Volks

Entre as pessoas investigadas não há nenhuma que pertença ao conselho direto do consórcio

Berlim – A procuradoria de Braunschweig (norte da Alemanha) investiga 17 pessoas possivelmente envolvidas no escândalo da manipulação de dados sobre emissões de poluentes da Volkswagen.

A informação foi confirmada pela própria promotoria após os jornais do grupo Funke publicarem que a investigação havia sido ampliada dos seis acusados iniciais para 17. Entre as pessoas investigadas não há nenhuma que pertença ao conselho direto do consórcio.

A investigação é realizada por suspeita de fraude e de violação da lei contra a concorrência desleal. Nos próximos dias, as pessoas investigadas deverão ser chamadas para prestar depoimento.

A Volkswagen reconheceu que instalou em 11 milhões de veículos um software que identifica quando o carro é submetido a um teste para que o motor emita menos gases poluentes e cumpra os limites estabelecidos pelas autoridades ambientais dos Estados Unidos, onde foi revelado o escândalo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s