Receita da Natura no Brasil recua 9,6% no 3º trimestre

A receita líquida da companhia no Brasil foi de 4,013 bilhões, retração de 5,6% na comparação com 2014

São Paulo – As vendas líquidas da Natura no Brasil caíram 9,6% no terceiro trimestre de 2015 ante igual período do ano anterior, chegando a R$ 1,362 bilhão.

No acumulado do ano até setembro, a receita líquida da companhia no Brasil foi de 4,013 bilhões, retração de 5,6% na comparação com 2014.

O resultado no Brasil foi considerado fruto de um ambiente desafiador no país pelo vice-presidente de Finanças e Relações Institucionais da Natura, José Roberto Lettiere, em teleconferência com jornalistas há pouco.

“Tivemos uma volatilidade ainda maior do que o que se esperava”, afirmou. Ele acrescentou, porém, que a Natura manteve bom desempenho nas operações em outros países e destacou a contribuição da internacionalização nas receitas e no fluxo de caixa.

Apesar de crescimento da base de consultoras no Brasil, Lettiere destacou que o cenário de crise levou a uma redução do tíquete médio. “Pela recessão e pela crise, os tíquetes e a produtividade das consultoras foram reduzidos”, comentou.

A companhia encerrou setembro com 1,337 milhão de consultoras no Brasil, 23 mil a mais do que no mesmo mês do ano passado.

“O recrutamento maior que o observado no ano passado e a melhora da frequência de compra das consultoras contribuíram para o crescimento do canal (de venda direta)”, destacou a empresa em sua divulgação de resultados.

“Por outro lado, a diminuição do número de itens vendidos contribuiu para a queda de 7,6% na produtividade das consultoras”, acrescentou.

Lettiere afirmou que a companhia segue em seu esforço de reativar o canal de venda direta. Ele destacou os investimentos em tecnologia para as consultoras.

O projeto Você Conecta, que permite que as consultoras tenham acesso a chip de celular e leitor de cartão de crédito, ganhou adesões, destacou. Desde julho, já houve adesão de 82 mil chips, 99 mil downloads do aplicativo e 39 mil leitores de cartão.

“Estamos ativando o canal para que tenhamos um bom final de ano, considerando que a demanda está mais restrita no país”, disse. “A modernização do canal de venda direta tem mostrado muita produtividade e eficiência”, acrescentou.

O executivo citou ainda a iniciativa da companhia de começar as vendas da marca Sou em farmácias. Um projeto piloto levou itens da marca de produtos para pele e cabelos a 30 lojas da rede de farmácias Raia Drogasil na cidade de Campinas.

“É cedo para falar de resultados e próximos passos, mas o projeto tem sido muito bom”, comentou.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s