ReclameAQUI chama “reclamaço” contra limite de internet fixa

Site convocou os consumidores a participar de um dia de queixas generalizadas contra a Anatel

São Paulo – O ReclameAQUI está convocando os consumidores para um “reclamaço”, um dia inteiro de queixas, direcionado à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

O objetivo é usar a plataforma da empresa para protestar contra a decisão das operadoras de começar a limitar a transferência de dados na banda larga fixa, assim como ocorre na internet móvel.

O “reclamaço” está marcado para o dia 27 de abril, quarta-feira.

“Vamos fazer um ‘superdia’ de reclamações contra a Anatel, o órgão que deve regular as ações das companhias de telecomunicações, para todos expressarem suas insatisfações em relação a essa medida”, convocou o ReclameAQUI.

Por enquanto, o consumidor de banda larga fixa paga um valor pré-acordado por mês e pode navegar à vontade a uma determinada velocidade.

“(Os novos planos) podem variar de 10 GB a 130 GB por mês. Então, por exemplo, se você usar a Netflix a 25mb/s, em 11 horas você terá consumido 130 GB, o que equivale a toda sua franquia no mês. Isso sem contar os outros sites que você acessa ao longo do dia”, afirma o ReclameAQUI.

A divulgação da mudança provocou revolta e uma intensa campanha nas redes sociais.

A Vivo foi uma das operadoras que já declarou que vai criar planos de banda larga com volume fixo de transferência de dados por mês. Isso pode acontecer dentro dos próximos dois anos.

A TIM, por outro lado, se apressou em dizer que não está alterando seus pacotes.

Na segunda-feira (18), o presidente da Anatel, João Rezende, disse que “não existe nenhum serviço que tenha oferta ilimitada aos consumidores”, mas que as operadoras falharam em comunicar suas ofertas aos usuários.

Ele fez a afirmação durante apresentação a jornalistas sobre as novas regras publicadas pela agência, que obrigam que as empresas de internet criem ferramentas para que os clientes tenham controle sobre o quanto trafegam de dados, antes de reduzir ou cortar o serviço.

Para participar do “reclamaço”, é preciso ter um cadastro no ReclameAQUI e acessar a página da Anatel no site.

Até as 15h desta terça-feira (19), o portal registrava 9.383 queixas contra a agência, 778 delas referentes à telefonia fixa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s