Samarco é multada em R$ 112 milhões por governo de MG

A barragem, que cedeu em 5 de novembro, provocou uma enxurrada de lama e resíduos de metais tóxicos no rio Doce

Rio de Janeiro – O governo de Minas Gerais informou à mineradora Samarco que a empresa deverá pagar uma multa de R$ 112 milhões (cerca de US$ 30 milhões) pelos danos ambientais causados pela ruptura das barragens em Bento Rodrigues, confirmou a empresa nesta quinta-feira.

A barragem, que cedeu em 5 de novembro, provocou uma enxurrada de lama e resíduos de metais tóxicos no rio Doce, e alagou várias cidades nos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Segundo a Samarco, foram 62 milhões de metros cúbicos de água, ferro, terra, argila, areia e outros resíduos minerais liberados pelo rompimento da barragem, o que causou um grave problema de abastecimento de água para os municípios afetados e danos incalculáveis à fauna do rio Doce.

A presidente Dilma Rousseff, anunciou na terça-feira que o governo adotará uma série de medidas para aliviar o ecossistema deste rio, que contempla a recuperação de suas fontes fluviais, a flora e a fauna do entorno.

A justiça bloqueou na sexta-feira R$ 300 milhões da Samarco, controlada pela Vale e pela australiana BHP, após a enchente, qualificada pelo governo como a pior registrada no mundo todo na última década em consequência da ruptura de barragens.

Além dos danos ambientais, o documento enviado pelo governo federal à companhia cita danos aos recursos hídricos, à saúde, à segurança e ao bem-estar da população afetada pelo acidente, calculada em cerca de 500 mil pessoas.

A Samarco confirmou ter recebido a notificação da Subsecretária de Fiscalização do Meio Ambiente de Minas Gerais, que informou que o valor não está relacionado aos investimentos que a empresa deverá fazer para recuperação o meio ambiente.

A causa do rompimento das duas barragens ainda não foi identificado.

Até agora sete dos 11 mortos pela enchente de lama foram identificados.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s