Venda de Ingresso.com vai reduzir dívida da B2W

A B2W teve alta de faturamento no primeiro semestre deste ano, mas os prazos de fornecedores se deterioraram e aumentou a necessidade de capital de giro

São Paulo – A venda do endereço de e-commerce Ingresso.com deve possibilitar uma entrada de caixa bastante necessária para a B2W, segundo a avaliação de analistas do mercado. Os R$ 280 milhões obtidos com a venda vão representar uma redução na dívida líquida da companhia, que nos últimos trimestres tem apresentado queima de caixa.

“A conclusão da transação é claramente uma boa notícia para a B2W porque não apenas libera valor escondido na empresa como também levanta caixa muito necessário para a empresa continuar financiando sua jornada e parar sua queima de caixa”, escreveram Tobias Stingelin e Giovana Oliveira, do Credit Suisse.

A B2W teve alta de faturamento no primeiro semestre deste ano, mas os prazos de fornecedores se deterioraram e aumentou a necessidade de capital de giro. Ao mesmo tempo, o lucro líquido tem sido afetado pelo impacto da alta dos juros das despesas financeiras.

O UBS acrescentou que o valor total da venda equivale a uma redução de 10% da dívida líquida ajustada. “Embora as ações possam reagir positivamente à notícia, acreditamos que ainda é cedo para comprar B2W uma vez que a companhia sustenta um ritmo de queima de caixa”, dizem os analistas Gustavo Piras Oliveira, Guilherme Muller e Alejandra Obregon.

Eles citam que a companhia está na transição para um modelo de negócios de maior capacidade de geração de caixa, o marketplace, que permite que varejistas terceiros vendam pela plataforma da companhia pagando uma comissão.

A B2W firmou um contrato, por meio de sua subsidiária 8M Participações, com a empresa norte-americana Fandango Media, LLC para a venda de 100% da Ingresso.com, subsidiária prestadora de serviços de venda de ingressos pela Internet.

A Fandango comercializa ingressos para cinema pela internet e pertence à NBC Universal Media, subsidiária da Comcast Corporation, o maior conglomerado de mídia do mundo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s