Como identificar quem tem perfil de líder na sua empresa

Saber identificar funcionários com perfil de liderança nas organizações tornou-se, atualmente, um fator relevante para o seu sucesso nos negócios.

Como identificar o perfil de líder em um funcionário e o que fazer para incentivá-lo?
Escrito por Maria Cristina Ortiz de Camargo, especialista em comportamento

Liderança é inata ou pode ser desenvolvida? Essa é uma questão que sempre desperta o interesse das pessoas. Saber identificar funcionários com perfil de liderança nas organizações tornou-se, atualmente, um fator relevante para o seu sucesso nos negócios. Mas essa pode ser uma tarefa nada fácil e repleta de armadilhas.

Líderes não são, necessariamente, os que falam mais, os que aparecem mais, os que batem as metas mais agressivas, ou mesmo aqueles que se intitulam líderes. Líderes têm a sua influência reconhecida pelos seus liderados, que vêm neles o reflexo de seus valores motivacionais na busca de resultados.

Sabemos que a liderança pode ser considerada “inata” no que diz respeito aos atributos de um indivíduo, mas ela surge, realmente, quando ele é jogado em situações que exigem as “práticas certas”. Se ficarmos atentos a esses casos, tão comuns no dia-a-dia da empresa, poderemos facilmente perceber comportamentos que demonstram competências de liderança.

O importante na identificação de um funcionário com perfil de liderança é substituir uma definição apenas intuitiva por fatores baseados em indicadores preditivos de potencial para liderar. De acordo com estudiosos no assunto, alguns indicadores se mostram presentes em pessoas com alto potencial de liderança:

1. Propensão inata para liderar;

2. Habilidade de trazer para fora o melhor dos outros;

3. Autenticidade no comportamento e valores;

4. Ser receptivo a feedback;

5. Demonstar agilidade no aprendizado;

6. Compreender diferentes culturas;

7. Ter paixão por resultados;

8. Adaptabilidade, ou seja, habilidade para mudar;

9. Pensamento conceitual;

10. Saber lidar com a ambigüidade (incertezas).

Se essas características estiverem presentes em alguns funcionários, a melhor forma de incentivá-los é dar-lhes asas para crescer, desenvolver cada vez mais suas habilidades, deixá-los inovar e, principalmente, propiciar-lhes autonomia para empreender na organização.

Bons mentores e coaches podem ajudá-lo a amadurecer na arte de liderar pessoas e, assim, garantir que a sua trajetória seja motivadora e com muito aprendizado. É preciso acompanhar as suas carreiras, dando-lhes visão de futuro e recompensando-os de acordo com seus valores e suas metas pessoais. Não devemos esquecer que funcionários com perfil de líder são talentos e talentos são “voluntários”. 

Maria Cristina Ortiz de Camargo é professora da BSP – Business School São Paulo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s